27 de janeiro de 2021 Atualizado 11:56

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Polícia

Presos durante operação em SB comandavam o tráfico em Capivari, diz delegado

Ao todo, seis pessoas foram presas suspeitas de ligação com uma organização criminosa que movimentava o tráfico na região de Capivari

Por Leonardo Oliveira

19 jun 2020 às 12:48 • Última atualização 20 jun 2020 às 00:15

Dois dos traficantes presos em Santa Bárbara d’Oeste na Operação Castelo de Areia, deflagrada pela Polícia Civil nesta sexta-feira (19), comandavam o tráfico de drogas na região de Capivari e são ligados ao PCC (Primeiro Comando da Capital), segundo o delegado Luiz Carlos Gazarini, da Dise (Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes) de Americana.

Armas, drogas e dinheiro encontrados na operação – Foto: Marcelo Rocha/O Liberal

Ao todo, seis pessoas suspeitas de ligação com o tráfico foram presas na ação policial, coordenada pela Dise de Americana com apoio de outras delegacias do Deinter-9 (Departamento de Polícia Judiciária do Interior). Os investigadores encontraram cerca de 50 kg de maconha, seis kg de cocaína, R$ 10 mil em dinheiro, além de armas e munições em diferentes endereços ligados aos capturados.

As prisões realizadas nesta sexta são um desdobramento de uma operação que capturou, em setembro do ano passado, o chefe da organização criminosa, apelidado de Sheik. Outras 19 pessoas ligadas ao tráfico na região também foram detidas na época.

O posto de liderança, que havia ficado vago após a prisão de Sheik, foi assumido pelos dois traficantes encontrados hoje em Santa Bárbara d’Oeste, segundo Gazarini. A dupla morava em Capivari e começou a crescer dentro da organização, chamando a atenção da polícia.

Por isso, os dois resolveram se mudar para bairros nobres de Santa Bárbara para sair do foco das investigações. De Santa Bárbara, eles comandavam a venda de entorpecentes nas cidades de Capivari, Rafard e Mombuca, diz o delegado. “É um grupo grande. Era muita droga”, disse ao LIBERAL.

Uma mulher supostamente envolvida com a organização também foi presa no município barbarense. Os outros três presos eram de Capivari e escondiam parte da droga vendida na cidade. “É um grupo grande. “Outras diligências vão ser feitas para obter as informações dos celulares, anotações, tudo isso com certeza vai fundamentar outras investigações”, acrescentou Gazarini.

Podcast Além da Capa
A pandemia do novo coronavírus completa três meses com a certeza de representar o maior desafio da carreira de gestores públicos em saúde, como é o caso dos secretários que atuam em cidades da região. Nesse episódio, o editor Bruno Moreira conversa com os responsáveis pelas pastas em Americana, Santa Bárbara e Nova Odessa sobre a experiência forjada pela crise.

Publicidade