04 de agosto de 2020 Atualizado 09:12

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

SANTA BÁRBARA

Empresa é notificada por incêndio próximo ao Hospital de Campanha

Administração cobra maior monitoramento para evitar queimadas; fogo consumiu 10 hectares de vegetação

Por André Rossi

30 jul 2020 às 08:14 • Última atualização 30 jul 2020 às 09:34

A Prefeitura de Santa Bárbara d’Oeste notificou nesta quarta-feira (29) o Grupo Bertol por conta de um incêndio de grandes proporções que atingiu uma das áreas da empresa no último sábado (25).

A administração aponta que o episódio causou “inegável prejuízo à saúde pública e ao equilíbrio ambiental” e cobra maior monitoramento para evitar queimadas.

 Área fica às margens da Rua Cândido Zanatta, no Glebas Califórnia, próximo ao Hospital de Campanha de Santa Bárbara – Foto: Marcelo Rocha / O Liberal

O motivo é de que o terreno fica às margens da Rua Cândido Antonio Zanatta, no Glebas Califórnia, próximo ao Hospital de Campanha que funciona nas dependências da Unimep (Universidade Metodista de Piracicaba). A unidade atende pacientes com o novo coronavírus (Covid-19).

Segundo a prefeitura, o fogo registrado no sábado queimou aproximadamente 10 hectares de vegetação.

“Ao contrário do que muitos imaginaram, o incêndio não ocorreu em área de plantio de cana-de-açúcar. Mas é uma extensão grande que precisa ter o mesmo monitoramento por parte dos seus responsáveis”, disse o prefeito Denis Andia (PV).

O LIBERAL tentou contato com o Grupo Bertol durante a tarde desta quarta, mas as ligações não foram atendidas e não houve retorno ao e-mail enviado.

Podcast Além da Capa
O contexto da DRS (Diretoria Regional de Saúde) de Campinas definiu o avanço de todos os seus municípios à fase laranja do Plano São Paulo, conforme anúncio do Estado feito nesta sexta-feira (24). Entretanto, quais são as particularidades que dão o contexto de Americana, em meio à pandemia do novo coronavírus (Covid-19), neste momento? Nesse episódio, o editor Bruno Moreira conversa com os repórteres George Aravanis e Rodrigo Alonso sobre tal cenário.