07 de março de 2021 Atualizado 18:43

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Santa Bárbara

Polícia prende participante de furto a joalheria em Santa Bárbara

Homem foi preso ao comprar uma bicicleta que havia sido furtada

Por Heitor Carvalho

30 jan 2021 às 14:27 • Última atualização 30 jan 2021 às 14:32

Um homem foi preso, nesta sexta-feira (29), após comprar uma bicicleta que havia sido furtada em Santa Bárbara d’Oeste. Na casa do individuo, os policiais também encontraram objetos que haviam sido furtados da Joalheria João do Ouro, no Centro de Santa Bárbara, que foi furtada no dia 7 de janeiro.

De acordo com informações do 19.º BPM/I (Batalhão de Polícia Militar do Interior), após o furto de uma bicicleta de um empresário, os policiais encontraram o indivíduo infrator por volta de 16h20.

Televisão, bicicleta, relógios e joias furtados que foram encontrados na casa do homem – Foto:

Após ser questionado, ele confessou o crime e indicou onde e para quem havia vendido a bicicleta furtada.

No imóvel indicado, na Vila Aparecida, os policiais encontraram o comprador e sua companheira.

Ele confessou aos policiais que comprou a bicicleta pelo valor de R$ 150. Questionado se haveria mais produto ilícito na residência, disse que teria duas mudas de maconha.

Após a busca residencial, foram localizados um televisor, seis relógios, dois pares de brincos e um anel, todos com etiquetas de loja, uma câmera digital, R$ 199 em dinheiro e as duas mudas de maconha.

Ao serem questionados sobre a origem dos produtos encontrados, os dois confessaram que os relógios, brincos e o anel eram provenientes do furto ocorrido na joalheria, sendo que o homem admitiu ter participado do delito.

Os demais objetos, segundo ele, seriam provenientes de compras feitas em redes sociais. Todos os objetos apreendidos foram avaliados em aproximadamente R$ 7,5 mil.

Diante dos fatos, todos foram conduzidos com os objetos ao plantão policial, mas apenas o comprador da bicicleta furtada permaneceu preso, sendo os demais envolvidos liberados.

Foi arbitrada fiança de R$ 1,1 mil ao indiciado, que até o encerramento da apresentação da ocorrência, não havia sido paga.

Publicidade