09 de julho de 2020 Atualizado 18:40

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Estupro

Polícia investiga suposto estupro de menina de três anos em Santa Bárbara

Tia notou marca de sangue na calcinha da criança, que também reclamou de dores no órgão genital; questionada, a criança apontou o pai como culpado

Por André Thieful

23 set 2019 às 11:06 • Última atualização 23 set 2019 às 11:11

Foto: Marcelo Rocha / O Liberal
O caso será investigado pela DDM (Delegacia de Defesa da Mulher) de Santa Bárbara

A DDM (Delegacia de Defesa da Mulher) de Santa Bárbara d´Oeste vai investigar uma denúncia de estupro em que a vítima é uma menina de três anos de idade e o autor, o pai dela, de 24 anos. O caso foi registrado na Polícia Civil no começo da madrugada de domingo como estupro de vulnerável consumado.

A mãe da criança, uma dona de casa de 22 anos, grávida de dois meses, disse que está separada do companheiro desde o último dia 15. Eles conviveram por cinco anos e têm outra filha, de um ano e dez meses.

No dia 16, segunda-feira passada, o pai foi para Campinas e levou a filha. Ele retornou apenas no sábado, dia 21, às 14h. Por volta de 17h desse dia, a tia da criança viu, na hora de dar banho na criança, que havia marca de sangue na calcinha da menina. Ela também reclamou para a tia de dores no órgão genital.

Questionada sobre o que teria acontecido, a menina disse que o pai tinha colocado a boca e um dedo nela. Ela foi então levada para o pronto-socorro Dr. Afonso Ramos, mas o médico que a atendeu não constatou lesão aparente, porém, não descartou rompimento do hímen e recomendou que a criança seja submetida à perícia médica.

Na delegacia foi expedida requisição para que a menina passe por exame de corpo de delito no IML (Instituto Médico Legal). O caso será encaminhado para a DDM, onde será instaurado inquérito policial. O pai da criança aparece no boletim de ocorrência como investigado.