Polícia investiga suposto estupro de menina de três anos em Santa Bárbara

Tia notou marca de sangue na calcinha da criança, que também reclamou de dores no órgão genital; questionada, a criança apontou o pai como culpado


Foto: Marcelo Rocha / O Liberal
O caso será investigado pela DDM (Delegacia de Defesa da Mulher) de Santa Bárbara

A DDM (Delegacia de Defesa da Mulher) de Santa Bárbara d´Oeste vai investigar uma denúncia de estupro em que a vítima é uma menina de três anos de idade e o autor, o pai dela, de 24 anos. O caso foi registrado na Polícia Civil no começo da madrugada de domingo como estupro de vulnerável consumado.

A mãe da criança, uma dona de casa de 22 anos, grávida de dois meses, disse que está separada do companheiro desde o último dia 15. Eles conviveram por cinco anos e têm outra filha, de um ano e dez meses.

No dia 16, segunda-feira passada, o pai foi para Campinas e levou a filha. Ele retornou apenas no sábado, dia 21, às 14h. Por volta de 17h desse dia, a tia da criança viu, na hora de dar banho na criança, que havia marca de sangue na calcinha da menina. Ela também reclamou para a tia de dores no órgão genital.

Questionada sobre o que teria acontecido, a menina disse que o pai tinha colocado a boca e um dedo nela. Ela foi então levada para o pronto-socorro Dr. Afonso Ramos, mas o médico que a atendeu não constatou lesão aparente, porém, não descartou rompimento do hímen e recomendou que a criança seja submetida à perícia médica.

Na delegacia foi expedida requisição para que a menina passe por exame de corpo de delito no IML (Instituto Médico Legal). O caso será encaminhado para a DDM, onde será instaurado inquérito policial. O pai da criança aparece no boletim de ocorrência como investigado.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora