02 de dezembro de 2020 Atualizado 18:50

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Santa Bárbara

Palco de acidentes, Avenida São Paulo terá quatro radares

Uma das principais vias da zona leste, onde três pessoas morreram em 2019, passará a ser monitorada pela 1ª vez; aparelhos não têm data para funcionar

Por George Aravanis

15 mar 2020 às 08:31 • Última atualização 15 mar 2020 às 09:57

Líder em mortes no trânsito no ano passado, a Avenida São Paulo, em Santa Bárbara d’Oeste, recebeu quatro dos novos conjuntos de radares que vão começar a funcionar na cidade. Em 2019, três pessoas morreram em acidentes na extensão da via – que empatou com a Avenida da Amizade no topo do ranking de mais violentas do município no período.

Foto: João Carlos Nascimento / O Liberal
Radar vai flagrar motoristas em trecho de via no Jardim Pérola

Os radares ficam perto do cruzamento com a Avenida da Amizade (por enquanto, só há um aparelho que fiscaliza sentido Americana), da esquina com a Rua do Couro (nos dois sentidos) e mais dois, em apenas um sentido, antes de chegar ao Centro.

Quem trabalha nas proximidades da Rua do Couro entende que a instalação é urgente. Isso porque quem atravessa a avenida por meio desta via, afirmam, costuma não respeitar o pare do cruzamento, e quem sobe a São Paulo, não raro, dirige em alta velocidade. As placas perto do radar indicam velocidade máxima de 60 km/h.

“Acidente a gente tem direto naquela esquina. Motoqueiro chinela [acelera] ali”, conta a comerciante Etelvina Longuinho, de 49 anos.

O vigilante patrimonial Clarismindo Gomes, de 47 anos, acredita que o radar deve reduzir o número de acidentes, já que obrigará quem trafega pela Avenida São Paulo a desacelerar perto do cruzamento com a Rua do Couro, local onde o tráfego é intenso.

“Segura um pouco, a turma dá uma respeitada, mas o certo seria um semáforo”, sugere o vigia, que trabalha há sete anos nas redondezas e afirma que os acidentes são frequentes nos últimos anos no local.

Santa Bárbara já está há dois anos sem fiscalização eletrônica no trânsito. Em janeiro, a prefeitura anunciou que pretendia que os radares entrassem em funcionamento na segunda quinzena de fevereiro.
Ontem, a reportagem do LIBERAL perguntou à assessoria de imprensa quando os aparelhos devem começar a operar, mas não houve resposta até o fechamento desta edição.

No total, serão 26 equipamentos em 16 pontos da cidade. Na ocasião, a prefeitura informou que não divulgaria a relação de vias que seriam fiscalizadas até a conclusão da implementação dos espiões eletrônicos.

Em 2019, o número de mortes no trânsito em Santa Bárbara cresce 92,3% em comparação com o ano anterior (de 13 para 25). Em janeiro deste ano, houve quatro mortes, ante uma no mesmo mês do ano passado.

Além da Capa, o podcast do LIBERAL

A edição desta semana do podcast “Além da Capa” fala sobre a pandemia do Covid-19, o novo coronavírus, e seus impactos nas cidades que fazem parte da RPT (Região do Polo Têxtil). Ouça:

Publicidade