12 de julho de 2024 Atualizado 15:04

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Santa Bárbara

Moradora de Santa Bárbara perde mais de R$ 8 mil ao ser enganada por golpista

Vítima sacou dinheiro de sua conta e da conta de seus pais achando que os valores estariam em risco e depositou em conta indicada pelo golpista

Por Paula Nacasaki

08 de julho de 2024, às 12h21 • Última atualização em 08 de julho de 2024, às 16h16

Uma auxiliar operacional de 47 anos, moradora do bairro Cidade Nova, em Santa Bárbara d’Oeste, perdeu R$ 8,3 mil, dinheiro seu e de seus pais, ao ser enganada por um estelionatário. O golpe aconteceu em dois dias, no sábado (6) e no domingo (7). A Polícia Civil investiga o caso.

Conforme dados do boletim de ocorrência, no sábado, às 13h30, a vítima recebeu uma ligação de uma pessoa que se identificou como funcionário da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações). O suposto funcionário contou à mulher que o pai dela tinha um valor a receber e, por isso, precisava dos dados de uma conta bancária para realizar o deposito. A mulher acreditando ser verdade, informou os dados de sua conta.

Mais tarde, por volta de 17h30, um homem ligou, se apresentando como funcionário do seu banco, questionando se ela estava fazendo transferências via pix. Diante da negativa, orientou a mulher, como medida de segurança, a retirar o dinheiro e depositar nas contas indicadas por ele.

Insatisfeito, o criminoso perguntou se ela tinha mais contas e orientou que ela fizesse o mesmo procedimento. Pensando que perderia seu dinheiro, ela fez uma transferência, saques e depois depositou na conta indicada pelo golpista. Ela fez a mesma coisa com o dinheiro dos seus pais.

📲 Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

No dia seguinte, o homem ainda se passando por funcionário do banco, convenceu a mulher a fazer mais depósitos.

Nos dois dias, o estelionatário conseguiu que a mulher lhe entregasse R$ 8,3 mil entre transferência e depósitos. Ela ainda foi convencida a fazer um empréstimo de R$ 9 mil e também transferir o valor. O prejuízo só não foi maior porque um amigo da família suspeitou e interveio a tempo, impedindo o empréstimo.

A mulher procurou a Polícia Civil neste domingo e um boletim de ocorrência foi registrado no plantão policial do município. As investigações serão conduzidas pelo 2° DP (Distrito Policial).

Publicidade