Manutenção evidencia deficiências em pontes de SB

Estruturas precisam ser trocadas de forma constante, o que faz moradores cobrarem obras definitivas em Santa Bárbara


A necessidade frequente de manutenção e a dificuldade no tráfego mesmo quando elas estão em “boas condições” mostram porque moradores de Santa Bárbara d’Oeste cobram a substituição de pontes de madeira por estruturas definitivas, em concreto. Só no São Joaquim duas travessias são alvos de reclamações constantes de moradores.

Foto: João Carlos Nascimento - O Liberal
Prefeitura realizou intervenção em ponte do São Joaquim no início de dezembro

Na ponte que liga o São Joaquim ao Jardim Icaraí, a prefeitura realizou entre o final de novembro e o início de dezembro mais uma intervenção para substituição de toras apodrecidas. Foi a terceira, desde 2014. Todas elas são precedidas da remoção do asfalto que, depois, precisa ser aplicado novamente.

Mesmo com todo esse trabalho, a estrutura não pode ser usada por veículos pesados. “Madeira dá cupim, apodrece com a água. Bom mesmo seria fizessem de concreto para não ter mais esse problema”, opina a dona de casa Lucineia Pinheiro, que mora na região há 20 anos. Segundo a moradora, após a última reforma, os tubos usados para restringir o tráfego de veículos maiores foram recolocados de forma errada. “Deixaram um pouco aberto e está passando micro-ônibus e caminhão pequeno, de entrega. Ontem mesmo eu vi passar”, completou.

No outro lado do bairro, outra ponte de madeira liga o São Joaquim ao Jardim Batagin. Nela, os únicos sinais recentes de manutenção são os restos de madeira deixados no Ribeirão dos Toledos. O asfalto tem rachaduras e os guarda-corpos estão soltos no local.

Foto: João Carlos Nascimento - O Liberal
Ponte no Cruzeiro do Sul tem reclamações sobre falta de guarda-corpo e preocupa moradores

O LIBERAL esteve, ainda, no Cruzeiro do Sul, onde uma ponte liga o bairro ao Pinheirinho. Nessa região, a principal reclamação sobre a ponte de madeira é a falta de guarda-corpo. A reportagem questionou a assessoria de imprensa da Prefeitura de Santa Bárbara d’Oeste sobre o estado de manutenção de cada uma das pontes. A administração respondeu que todas elas passam por manutenção “periodicamente”.

Sobre a possibilidade de substituição por estruturas de concreto, o município afirmou que não tem dinheiro. “Por se tratar de obra de grande porte, o município busca recursos junto às esferas federal e estadual”.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora