30 de novembro de 2020 Atualizado 15:16

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Santa Bárbara

Mãe e filha são vítimas de sequestro relâmpago em Santa Bárbara

Mulheres chegaram a ser agredidas, amarradas e ameaçadas de morte; carro foi abandonado na SP-306

Por Paula Nacasaki

22 out 2020 às 10:28 • Última atualização 22 out 2020 às 19:27

Mãe e filha foram vítimas de um sequestro relâmpago na noite desta quarta-feira (21), em Santa Bárbara d’Oeste. As mulheres ainda foram agredidas, amarradas e ameaçadas de morte pelos bandidos.

Segundo informações do boletim de ocorrência, uma funcionária pública estadual de 54 anos e a sua filha, uma dentista de 30 anos, estavam indo para uma igreja localizada na Avenida Monte Castelo, por volta das 19h40.

Ao estacionar o carro, um HB20, na Rua João Ridley Bufford, um casal entrou no veículo e, do banco traseiro, deu ordens para que elas voltassem a dirigir.

Carro foi localizado pela PM, mas os ladrões não foram encontrados – Foto: Polícia Militar / Divulgação

Eles obrigaram as mulheres a seguirem pela Rodovia Emílio Romi (SP-30.), sentido Capivari. Em certo momento, o homem se irritou e disse que a motorista estava dirigindo muito devagar. Ele a espancou e assumiu a direção do veículo.

Neste trajeto, o carro apresentou problemas mecânicos e o assaltante acreditou se tratar de um esquema de segurança e, irritado, parou o carro em um canavial. Lá, ele colocou as vítimas de bruços, as amarrou e fugiu com a parceira no HB20.

A mãe a filha conseguiram se soltar e foram para a rodovia, onde pediram ajuda de um homem que passava pelo local. Ele as levou até o plantão policial de Santa Bárbara.

De acordo com os relatos das mulheres, a todo momento elas eram ameaçadas de morte e chegaram a ser agredidas pelo homem por diversas vezes.

Enquanto a ocorrência era registrada, policiais militares e guardas municipais receberam informações dos suspeitos. Houve uma busca e o carro foi encontrado pela PM em um canavial perto da área rural da SP-306.

Os autores do sequestro relâmpago não foram localizados e continuam foragidos até o momento. O caso será investigado.

Publicidade