28 de maio de 2022 Atualizado 12:09

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Santa Bárbara

Interrupções de energia por pipas crescem 103% em Santa Bárbara

Na Região Metropolitana de Campinas, brincadeira causou mais de 2 mil interrupções de energia no ano passado

Por Stela Pires*

20 Janeiro 2022, às 10h07 • Última atualização 20 Janeiro 2022, às 10h08

Santa Bárbara d’Oeste teve um aumento de 103% nas interrupções de energia causadas por pipas em 2021, segundo levantamento divulgado pela CPFL (Companhia Paulista de Força e Luz) nesta quarta-feira.

pipa na rede elétrica – Foto: Claudeci Junior / O Liberal

Os números apontam que o isolamento em decorrência da pandemia não impediu a brincadeira, que causou mais de 2 mil interrupções de energia na RMC (Região Metropolitana de Campinas) no ano passado.

Na RPT (Região do Polo Têxtil), somente duas cidades apresentaram aumento de ocorrências: Santa Bárbara, onde o número saltou de 53 casos em 2020 para 108 no ano seguinte, e Nova Odessa, com um acréscimo de sete ocorrências (25 para 32).

Santa Bárbara, que teve o maior crescimento na RPT e está no ranking das 10 cidades da RMC com mais interrupções causadas por pipas na rede elétrica, possui um trabalho de fiscalização.

Município20202021
Hortolândia280272
Sumaré242210
Santa Bárbara d’Oeste53108
Americana9469
Nova Odessa2532
Número de ocorrências envolvendo pipas, segundo a CPFL

Em nota, a administração municipal informou que, durante os patrulhamentos preventivos da Guarda Municipal, “constatando-se a prática próximo às linhas de transmissão de energia há a orientação e o encerramento da prática”.

Além disso, segundo a prefeitura, a guarda realiza o trabalho de conscientização em escolas, com o objetivo de conscientizar sobre a brincadeira de pipa de maneira segura.

Já Americana, Sumaré, e Hortolândia registraram baixa nos casos de 26,5%, 13,2% e 2,8%, respectivamente.

*Estagiária sob supervisão de Diego Juliani

Publicidade