09 de julho de 2020 Atualizado 15:25

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Covid-19

Hospital de Campanha de Santa Bárbara recebe primeiros pacientes

Prefeitura não informou número de pacientes que estão sendo atendidos atualmente no local, que tem 50 leitos no total

Por Marina Zanaki

29 jun 2020 às 21:27 • Última atualização 29 jun 2020 às 21:33

O Hospital de Campanha de Santa Bárbara, montado em um prédio cedido pela Unimep (Universidade Metodista de Piracicaba), foi ativado pela prefeitura nesta segunda-feira (29).

O município informou que o local recebeu os primeiros pacientes, mas não informou o número de pessoas que estão sendo atendidas atualmente.

Hospital de Campanha foi montado no campus da Unimep, que cedeu o espaço sem custos – Foto: Marcelo Rocha / O Liberal

O Hospital de Campanha conta com 50 leitos, do quais 48 são clínicos e dois para situações de emergência.

Nesta segunda, a prefeitura informou a 19ª morte pela doença na cidade, que ainda teve 75 novos casos de coronavírus, chegando a 416.

“A finalidade da unidade é tratar os pacientes para evitar que necessitem de UTI e também concluir o tratamento dos pacientes que evoluem para a alta hospitalar e retorno para suas casas”, explicou a prefeitura.

Por se tratar de um espaço com isolamento, o acesso é restrito aos pacientes e profissionais da unidade. Os boletins de saúde serão repassados aos familiares em área anexa ao hospital.

Espaço conta com 50 leitos no total – Foto: Marcelo Rocha / O Liberal

A prefeitura explicou que a Unimep cedeu gratuitamente o prédio e que coube ao município apenas custos “mínimos” de implantação do Hospital de Campanha.

A Secretaria de Saúde já contava com equipamentos, aparelhos, mobiliário, insumos, sistema de informática e equipe de profissionais de saúde necessários.

“Enquanto não precisamos usar, também não houve custos. Foi uma decisão acertada e que nos permite avançar no momento mais necessário do enfrentamento da pandemia na cidade e na região”, disse o prefeito Denis Andia (PV).

Prefeitura teve apenas custos ‘mínimos’ para implantação do serviço no local – Foto: Prefeitura de Santa Bárbara / Divulgação

“Sem ele, nossa capacidade de ampliação da estrutura já estaria próxima do limite”, reconheceu o chefe do executivo.

UTI
Enquanto Hospital de Campanha passou a atender a “retaguarda” de casos moderados de coronavírus, o Hospital Santa Bárbara vai concentrar os atendimentos graves da doença.

Com essa nova distribuição, que faz parte da segunda etapa de combate ao coronavírus em Santa Bárbara, haverá mais espaço para implantar novos leitos de UTI no Hospital Santa Bárbara caso seja necessário, segundo o prefeito Denis Andia (PV).

Este mês, o hospital sofreu uma sobrecarga do sistema de saúde, tanto para demandas de coronavírus quanto para pacientes gerais que precisavam de cuidados intensivos.

Em parceria com a diretoria da Santa Casa, a prefeitura abriu 10 novos leitos de UTI em junho. Com isso, o hospital passou a contar com 25 leitos de atendimento intensivo.

“Nesta etapa, todos os leitos de UTI continuam dentro do Hospital Santa Bárbara, mas a retaguarda clínica passa para a unidade de campanha. Ganhamos maior dinâmica em ambas as frentes e capacidade ampliada de atendimento. Um hospital complementa o outro”, ressaltou Andia.