19 de outubro de 2020 Atualizado 18:55

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

ACIDENTE

Homenagem a motoboy que morreu em acidente na Avenida São Paulo reúne dezenas de motociclistas

Motoboys fizeram um ato a partir da avenida até o Cemitério do Jardim dos Lírios na tarde desta quarta-feira

Por Heitor Carvalho/João Colosalle

24 set 2020 às 15:11

Dezenas de motociclistas fizeram um ato em homenagem ao motoboy Carlos Alberto Gomes da Silva, de 30 anos, que morreu em um acidente de trânsito nesta quarta-feira (22), em Santa Bárbara d’Oeste.

O ato teve início por volta de 14h30, no cruzamento entre a Avenida São Paulo e a Rua Gabriel Pereira de Brito, no bairro Jardim Dona Regina, local do acidente fatal.

Protesto – Foto: Marcelo Rocha/O Liberal

A manifestação foi acompanhada pela Guarda Municipal e teve buzinaços. O grupo foi até o Cemitério Jardim dos Lírios, onde o corpo de Carlos seria enterrado na tarde desta quinta.

Colisões frequentes

O acidente que matou o motoboy Carlos Alberto Gomes da Silva, conhecido como Carlinhos, aconteceu em um trecho problemático da Avenida São Paulo, uma das vias mais movimentadas da zona leste barbarense.

O cruzamento, onde também há uma faixa para ônibus do Corredor Metropolitano, chegou a passar por intervenções da prefeitura por conta de acidente frequentes.

https://liberal.com.br/wp-content/uploads/2020/09/Vídeo-acidente.mp4

Em outubro do ano passado, a administração implantou uma lombada antes do cruzamento com a Rua Gabriel Pereira de Brito, nos dois sentidos da avenida.

Dois meses antes, o LIBERAL havia publicado reportagem em que vizinhos do cruzamento já falavam em abusos cometidos pelos motoristas.

Luis Carlos Mendes, 50 anos, trabalha como vendedor em uma loja de material de construção em frente ao cruzamento onde aconteceu o acidente.

Ele diz que a implantação de uma lombada no trecho diminuiu a frequência dos acidentes.

“Melhorou bastante. Só os motoqueiros que ainda, infelizmente, ultrapassam os carros pelo corredor de ônibus e pelo canto da lombada. Essa já é a segunda fatalidade em pouco tempo”, afirmou.

Neste ano, a prefeitura também implantou radares de velocidade próximo ao cruzamento com a Avenida da Amizade e próximo à Rua do Couro.

A balconista Vanessa Rossi da Paz, 36 anos, trabalha nas imediações e presenciou o momento em que a vítima era socorrida. “Eu vi o rapaz no chão. Foi muito triste”, lamenta.

Apesar de concordar que a lombada deixou o local mais seguro, Vanessa cobrou medidas adicionais.

“A lombada reduziu o número de acidentes, mas muitos não respeitam mesmo assim. Acho que só colocando um semáforo nesse cruzamento que a situação vai ser resolvida”, disse.

Mortes recentes na Avenida São Paulo

  • Em setembro de 2019, uma idosa de 71 anos morreu atropelada por um carro no cruzamento da Avenida São Paulo com a Rua Araçatuba.
  • Em novembro de 2019, um motoboy de 27 anos morreu após ficar internado depois de um acidente no mês anterior, na avenida. Ele havia atropelado um homem de 71 anos, no trecho do Jardim Pérola, que faleceu
  • Em julho deste ano, um jovem de 20 anos morreu após sofrer um acidente no cruzamento da avenida com a Rua Gabriel Pereira de Brito, no Jardim Dona Regina.
  • Em agosto deste ano, um homem de 30 anos morreu após bater de moto na rotatória da via com a avenida Avenida Vereador Antônio Carlos de Souza, na região do Conjunto dos Trabalhadores.

Estatísticas

Em 2019, o número de mortes no trânsito em Santa Bárbara cresceu 92% em comparação com o ano anterior (de 13 para 25). Neste ano, são 19 mortes até agosto, segundo dados do Infosiga, plataforma do governo estadual.

Publicidade