15 de abril de 2021 Atualizado 21:53

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Acidente

Homem que atropelou e matou ciclista em Santa Bárbara vai responder em liberdade

Motorista alega que teve uma crise de hipoglicemia; teste de embriaguez não detectou álcool no organismo

Por Leonardo Oliveira

02 abr 2021 às 18:58

O homem de 32 anos que atropelou e matou nesta sexta-feira (2) o comerciante Kleberson de Souza Galdino, em Santa Bárbara d’Oeste, foi liberado após o registro do boletim de ocorrência para responder ao inquérito policial em liberdade.

Alguns requisitos foram cumpridos para que ele fosse liberado. O teste de embriaguez feito no condutor, após o acidente, acusou negativo para a presença de álcool em seu organismo. Além disso, foi o próprio motorista que acionou a polícia.

Motorista do veículo vai responder em liberdade pelo ocorrido – Foto: Ernesto Rodrigues / O Liberal

O CTB (Código de Trânsito Brasileiro), em seu artigo 313, não prevê prisão em flagrante quando uma das partes aciona às autoridades. Agora, as investigações ficarão a cargo da Polícia Civil, que vai apurar se houve culpa no acidente.

Em entrevista à reportagem, o advogado Pedro Ricardo Boareto, que representa o acusado, ratificou a versão de que o seu cliente não se lembra do ocorrido.

Teste do bafômetro do motorista deu negativo – Foto: Ernesto Rodrigues / O Liberal

“Infelizmente uma fatalidade que culminou na morte de um ciclista. Meu cliente, na verdade, não se recorda do que efetivamente se aconteceu. Ele teve uma mal súbito em virtude da hipoglicemia, problema que ele já vem lutando há um bom tempo e não se recorda de nada”, disse.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

Kleberson morava no Jardim Amanda, em Hortolândia, era casado e tinha uma filha. Ele possuía uma empresa de impressoras na cidade e atuava como diácono na Igreja Quadrangular Vista Alegre, em Campinas. Ele participava de um grupo de pedal desde setembro do ano passado.

Kleberson de Souza Galdino era morador de Hortolândia – Foto: Reprodução / Facebook

As informações são de seu vizinho e amigo, o bombeiro civil Maurício Vicente.

“Isso foi uma fatalidade, muita dor para família, principalmente para nós que somos amigos próximos dele. Há quase dois meses, perdeu o pai dele lá no Paraná, por um câncer. Ele já estava sofrendo, mas estava tentando esquecer e voltar ao normal”, contou.

CRONOLOGIA

O acidente ocorreu por volta de 12h45. O grupo de ciclistas de Sumaré e Hortolândia pedalava pela rodovia na área rural do município, quando Kleberson – que era o último do pelotão – foi atingido por trás pelo veículo. O ciclista chegou a ser socorrido ao PS (Pronto-Socorro) Afonso Ramos, mas não resistiu.

Acidente ocorreu no início da tarde desta sexta-feira – Foto: Ernesto Rodrigues / O Liberal

Após o atropelamento, o Golf seguiu pela rodovia e, cerca de três quilômetros à frente, acabou batendo em uma área de mata. O motorista, de 32 anos, não se feriu.

O LIBERAL no seu e-mail: se inscreva na nossa newsletter

Publicidade