21 de janeiro de 2022 Atualizado 17:44

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Furtos

Com crimes semelhantes, furto de motos vira dor de cabeça para vítimas em SB

Ao todo, dez veículos foram levados por criminosos entre novembro do ano passado e o dia 7 de janeiro

Por Caio Possati

13 jan 2022 às 09:23 • Última atualização 13 jan 2022 às 09:35

Uma série de furtos de motos em Santa Bárbara d’Oeste tem assustado moradores da cidade. Na última semana, o LIBERAL teve conhecimento de, ao menos, cinco casos.

Relatos e imagens de segurança indicam que os crimes foram cometidos em regiões próximas e, possivelmente, pelas mesmas pessoas. Sem contar mais com o principal meio de transporte, algumas vítimas convivem com os sentimentos de revolta, angústia e tristeza.

Furtos de motos são frequentes – Foto: Claudeci Junior / O Liberal

Daniele Cristina, de 25 anos, teve a moto furtada na noite do dia 4. Ela chegou em casa, no Cidade Nova, e deixou o veículo para fora da residência. Minutos depois, seu pai, da janela, avistou dois homens quebrando o tambor da chave, ligando a moto e dando a partida. “Isso me atrapalhou demais porque eu uso para trabalhar todos os dias”, lamentou.

Ao LIBERAL, ela contou que vai precisar deixar um emprego que exerce em Piracicaba, aos finais de semana, por estar sem o veículo. “Muito triste o que está acontecendo na cidade. Além de mim, eu soube de mais casos do mesmo tipo”, afirmou.

No mesmo bairro, Joselia Zaia também teve a moto furtada depois que esteve na região para visitar uma amiga. Joselia também havia deixado o veículo na rua.

Pelas imagens das câmeras de segurança enviadas ao LIBERAL é possível ver um homem saindo de um Palio branco, caminhando em direção à moto e a levando logo em seguida.

Um Palio branco também esteve envolvido no furto da moto do motoboy Ronaldo Claudino, 26, embora ele seja morador do Residencial Jaguari, em Americana. Ela estava estacionada em frente da sua casa. Ronaldo chegou a ouvir os criminosos. “Quando eu consegui levantar o portão, eles já tinham saído”, disse.

O motoboy está usando uma moto emprestada de um amigo. “Infelizmente, perdi o meu veículo de trabalho, mas, se Deus quiser, vou conseguir outro”, disse.

Os casos estão sendo investigados pelo SIG (Setor de Investigações Gerais) da Delegacia de Santa Bárbara d’Oeste. Ao todo, dez motos foram furtadas entre novembro do ano passado e o dia 7 de janeiro de 2022, segundo levantamento feito pelo SIG a pedido do LIBERAL.

O delegado Gelson Aparecido reconhece que há um aumento deste tipo de ocorrência. “As motocicletas por serem ágeis interessam a criminosos para diversas finalidades, como, por exemplo, para servir ao tráfico, nos chamados ‘aviões’”, disse o delegado.

O delegado menciona como possíveis causas o aumento de pessoas na rua por conta da flexibilização da pandemia, e também a maior quantidade de detentos fora dos presídios devido às festas de final de ano.

Publicidade