02 de dezembro de 2020 Atualizado 15:13

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Eleições 2020

Em debate tranquilo, candidatos a prefeito de Santa Bárbara apresentam propostas

Evento realizado na Casa de Maria contou com a participação de todos os prefeituráveis na noite desta sexta-feira; veja o vídeo

Por Heitor Carvalho

23 out 2020 às 22:49 • Última atualização 23 out 2020 às 22:53

Foi realizado na noite desta sexta-feira (23) o primeiro debate presencial entre os quatro candidatos ao cargo de prefeito de Santa Bárbara d’Oeste nas Eleições 2020. Este também foi o primeiro evento do tipo que contou com as presenças de todos os prefeituráveis do município.

O evento, que transcorreu com tranquilidade, sem trocas de acusações e sem embates diretos entre os participantes, foi realizado pela Paróquia São Paulo Apóstolo e pela Associação Casa de Maria. Os candidatos tiveram três minutos para cada resposta.

O debate foi dividido em cinco blocos e transmitido ao vivo pelo LIBERAL na internet. Apesar de marcado para 19 horas, o evento teve início cerca de meia hora depois na Casa de Maria, no Jardim das Laranjeiras, quando foi aberto pelo padre Agnaldo Moreira da Silva.

Durante o primeiro bloco, cada candidato apresentou a si mesmo e ao seu plano de governo. O primeiro sorteado foi o atual vice-prefeito da cidade Rafael Piovezan (PV), seguido por Marcos Fontes (PSL) e pelo empresário Fabiano Pinguim (Podemos). A primeira parte foi concluída pelo vereador e médico José Antônio Ferreira, o Dr. José (PSD).

Confira o debate na íntegra

No segundo bloco, a organização do evento selecionou um questionamento, respondido por todos, sobre melhorias na área da saúde, o que envolvia a construção de um hospital municipal e a ampliação de vagas de UTI.

Como primeiro sorteado, Dr. José foi bastante crítico da atual situação da saúde municipal barbarense, classificada por ele como a “pior em 30 anos”.

O candidato seguinte foi Piovezan, que defendeu o legado do atual prefeito, Denis Andia, e pontuou obras da administração atual na área, como aumento do número de postos de saúde e reforma dos dois prontos-socorros da cidade.

Evento foi realizado na Casa de Maria, na noite desta sexta-feira – Foto: Marcelo Rocha / O Liberal

Marcos Fontes ressaltou a presença de um vice médico em sua chapa e a representação que seu partido tem na Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo) e em Brasília, o que poderia render recursos ao município.

Por sua vez, Pinguim concluiu o bloco dizendo ser um absurdo uma cidade do porte de Santa Bárbara não ter um hospital municipal e que ele pretende resolver o problema a “longo prazo”.

Na terceira parte, cada candidato respondeu duas perguntas enviadas por eleitores e sorteadas no momento do debate. Marcos Fontes foi o primeiro candidato a falar nas duas etapas de questionamentos e respondeu sobre o valor da água e proteção do meio ambiente.

Esse foi o primeiro debate que contou com todos os prefeituráveis da cidade – Foto: Marcelo Rocha / O Liberal

Para Fabiano Pinguim, foram sorteadas perguntas sobre empregos e valorização do servidor público. Piovezan abordou questões que envolviam número de vagas em creches e as finanças municipais, enquanto que Dr. José respondeu sobre regularização de imóveis e ecopontos.

Na quarta parte, os candidatos responderam a um assunto específico, sorteado na hora para cada participante. Os temas selecionados foram “transporte público”, para Dr. José; “segurança”, para Fontes; “educação”, para Piovezan, e, por fim, “cultura”, que ficou para Pinguim.

No quinto e último bloco, o tema geral foi “assistência social”. Após cada candidato apresentar suas propostas sobre o assunto, eles fizeram suas considerações finais e o evento foi encerrado com uma prece pelo padre Agnaldo.

Eleitor
O motorista de aplicativo José Alves Rodrigues, de 65 anos, acompanhou o debate do início ao fim e gostou do que presenciou. “Eu aprovo esse tipo de evento. Achei que foi muito bom, tranquilo e produtivo. Todos apresentaram boas propostas. Ajuda o eleitor a decidir.”

Por conta da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), a organização restringiu o debate a convidados e adotou medidas de prevenção, como distanciamento, uso obrigatório de máscaras e disponibilização de álcool para higienização de mãos.

Publicidade