Desobstrução de rua termina em confusão em Santa Bárbara

Guardas foram ao local para averiguar denúncia de aglomeração de pessoas, que teriam arremessado pedras e garrafas contra os agentes


A averiguação de obstrução da Rua Cristóvão Colombo, no bairro Santo Antonio, terminou em confusão entre as pessoas que estavam no local e guardas civis municipais neste domingo (1º), às 21h50, em Santa Bárbara d’Oeste. Uma mulher alega que foi atingida por um disparo de bala de borracha e guardas disseram que foram atacados.

Receba as notícias do LIBERAL pelo WhatsApp

Dois boletins de ocorrência foram registrados no Plantão Policial. Em um deles, uma guarnição da GCM (Guarda Civil Municipal) disse que foi atacada ao tentar desobstruir a rua. Os guardas relataram que foram ao local para averiguar denúncia de que uma aglomeração de pessoas com som alto estava impedindo o trânsito de veículos.

De acordo com o boletim, pessoas que estavam no local arremessaram pedras e garrafas contras os guardas civis e, por esse motivo, foi necessário o uso de spray de pimenta, além do disparo de balas de borracha. Diz ainda o boletim de ocorrência que, “diante do baixo efetivo não conseguiram deter e qualificar nenhum dos autores do tumulto”.

Ouça o “Além da Capa”, um podcast do LIBERAL

Em outro boletim de ocorrência, uma operadora de caixa de 22 anos afirmou que foi ao local buscar a prima dela no momento em que a confusão começou. Segundo ela, um guarda civil fez dois disparos de bala de borracha que lhe atingiram a perna. A mulher foi levada para o pronto-socorro Edison Mano, onde teve os projéteis retirados. Ela procurou a Polícia Civil e o caso foi registrado como lesão corporal.

A Prefeitura de Santa Bárbara d’Oeste foi questionada sobre caso, mas não se manifestou até a publicação dessa matéria.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora