13 de julho de 2020 Atualizado 22:45

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Trabalho

Desenvolve S.Bárbara disponibiliza 73 vagas de emprego

Atendimento aos interessados é realizado via telefone, WhatsApp e e-mail, de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 13h30

Por Da redação

31 Maio 2020 às 16:15 • Última atualização 01 jun 2020 às 16:49

A partir de segunda-feira (1º), o Desenvolve S.Bárbara disponibiliza 73 vagas de emprego com carteira assinada.

O atendimento aos interessados é realizado via telefone, WhatsApp e e-mail, de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 13h30.

São oportunidades para alfabetizados, trabalhadores com ensino fundamental e médio, cursos específicos e graduação.

O telefone e WhatsApp do Desenvolve S.Bárbara é o (19) 3499-1015 e o e-mail empregos@santabarbara.sp.gov.br. O candidato deve informar dados do RG, CPF e Carteira de Trabalho. As vagas podem ser encerradas sem aviso prévio.

Confira a relação completa de vagas:

Vagas para alfabetizado:
Armador, Carpinteiro, Caseiro, Gesseiro, Marceneiro, Pedreiro.

Vagas para ensino fundamental (1º grau):
Contramestre, Costureira (o), Costureira (o) de embalagens.

Vagas para ensino médio (2º grau):
Encarregado de montagem de estruturas metálicas, Líder de produção, Operador de manufatura (fundição), Operador de trefila, Porteiro (a), Operador de trefila, Projetista mecânico.

Vagas que exigem cursos:

  • Auxiliar de contabilidade: curso técnico em contabilidade
  • Desenhista Jr. e/ou Auxiliar de engenharia: curso de Solidworks
  • Fresador: curso na área
  • Programador e operador de centro de usinagem: curso de usinagem
  • Técnico mecânico/ Mecânico CNC: curso de técnico em mecânica ou mecatrônica
  • Técnico em mecatrônica: curso técnico na área ou engenharia mecatrônica.

Vagas para graduação:
Estagiário (a) de direito, Vendedor (a).

*As informações são da assessoria de comunicação da Prefeitura de Santa Bárbara.

Podcast Além da Capa
O novo coronavírus representa um desafio para a estrutura de saúde de Americana, assim como outros municípios da RPT (Região do Polo Têxtil), mas não é o primeiro a ser encarado. H1N1, dengue, malária, febre maculosa. Outras doenças também modificaram rotinas, exigiram cuidados além do trivial – ainda que não tenha havido quarentena, como agora – e servem de experiência para traçar paralelos com o atual cenário. Nesse episódio, o editor Bruno Moreira conversa com a repórter Marina Zanaki, que assina uma série de reportagens sobre outras epidemias em Americana.