Depois de 20 anos, prefeitura realiza licitação para pavimentar o Santa Alice

Moradora do bairro de Santa Bárbara há 17 anos conta que já ouviu diversas promessas de políticos ao longo dos anos: "só vendo mesmo”


A Prefeitura de Santa Bárbara d’Oeste realiza nesta segunda-feira (15) a abertura dos envelopes da licitação para contratação da empresa que será responsável pelas obras de pavimentação das ruas do Jardim Santa Alice. Com quase duas décadas de existência do bairro, as reclamações dos moradores são frequentes.

Foto: João Carlos Nascimento - O Liberal
Rua Theodoro Bataglia será uma das contempladas pela prefeitura

O projeto inclui obras de drenagem, construção de guias e sarjetas, calçada, acessibilidade, asfaltamento, sinalização viária e iluminação. Serão contempladas as ruas Theodoro Bataglia, Ernesto Ramelo, José Lopes da Silva e Elmer Vaughn, além das travessas do Progresso, da Sabedoria, da Caridade e da Camaradagem.

A auxiliar de limpeza Beatriz Fernandes da Silva, de 42 anos, anda a pé pelas ruas do Santa Alice para ir trabalhar. A falta de estrutura das calçadas faz com que ela caminhe pelas ruas sem asfalto, o que dificulta o trajeto da mulher, que mora há dois anos na região.

“É difícil porque quando chove acumula muito barro. Para trabalhar é difícil, ter que passar por aqui a pé. Sempre foi complicado”, disse Beatriz.

Foto: João Carlos Nascimento - O Liberal
Com quase duas décadas de existência do bairro, as reclamações dos moradores são frequentes

Moradora do bairro há 17 anos, a dona de casa Claudete Souza Duarte Perreira, de 48 anos, conta que já ouviu diversas promessas de políticos ao longo dos anos. “Eu fico feliz por acontecer, mas só vendo mesmo. Espero que se cumpra”, comentou.

De acordo com o governo Denis Andia (PV), o valor estimado do investimento é de R$ 1,9 milhão. Enquanto as obras não começam, os moradores seguem lidando com as mesmas dificuldades que já foram tema de reportagem do LIBERAL em 2015.

“É muita sujeira, muito pó. Quando chove é só barro. A casa não para limpa, porque é muita poeira”, lamentou Claudete.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora