Denis sinaliza extensão de expediente reduzido

Administração conseguiu economia de R$ 2 milhões desde que a medida entrou em vigor há dois meses no Paço


A exemplo do que ocorreu no ano passado, a Prefeitura de Santa Bárbara d’Oeste funciona com expediente reduzido desde o início de novembro. A previsão era de que a diminuição de horário fosse mantida até o dia 31 de dezembro, mas o prefeito Denis Andia (PV) já sinalizou em entrevista ao LIBERAL que pretende estender a medida por pelo menos mais um mês, e possivelmente até o fim de fevereiro. A decisão, tomada também no início deste ano deve ser decretada logo na primeira semana de governo.

Com a redução, o atendimento ao público acontece das 9 às 13h30, sendo que o funcionamento interno é das 8 às 16 horas. Em quase dois meses da medida, segundo o prefeito, a prefeitura conseguiu uma economia próxima de R$ 2 milhões.

O objetivo da medida, de acordo com o Executivo é gerar economia aos cofres públicos, já que, com o horário reduzido, gasta-se menos com combustível dos carros oficiais, energia elétrica das repartições, principalmente os aparelhos de ar-condicionado, e as refeições dos servidores, que deixam de ser servidas porque não há horário de almoço e sim intervalo de 15 minutos.

Foto: Arquivo - O Liberal
Prefeitura de Santa Bárbara atende das 9 às 13h30

Denis explicou que o horário reduzido é suficiente para o atendimento nas repartições e não prejudica a população, segundo ele. “À tarde, o movimento é sempre menor. O munícipe gosta de resolver as coisas na parte da manhã”, disse o prefeito.

A redução só vale para repartições públicas e não afeta serviços essenciais, segundo a prefeitura. O funcionamento não se altera nos prontos-socorros, UBSs (Unidades Básicas de Saúde), Centro de Especialidades Médicas e Odontológicas, SAD (Serviço de Atenção Domiciliar), Farmácia Popular, CAPS (Centro de Atenção Psicossocial), Núcleo de Atenção Psicossocial Infantil, Núcleo de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas, Saúde da Mulher, Amdic (Ambulatório Médico de Doenças Infecto Contagiosas), transporte, Ouvidoria da Saúde, CRAS (Centro de Referência de Assistência Social), Cimca (Centro Integrado Municipal da Criança e do Adolescente), Creas (Centro de Referência Especializada de Assistência Social), Centro POP (Centro para Atendimento de População de Rua), escolas, creches, parques, cemitérios, Defesa Civil, unidades esportivas, bibliotecas e também CEU (Centro de Artes e Esportes Unificados).

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora