22 de Maio de 2020 Atualizado 19:40

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

COVID-19

Denis pede isolamento em Santa Bárbara após ameaça de exclusão em retomada

Prefeito fez apelo em rede social para que moradores fiquem em casa, ajudem a conter o vírus e colaborem para a retomada das atividades

Por João Colosalle

05 Maio 2020 às 10:41

O prefeito de Santa Bárbara d’Oeste, Denis Andia (PV), fez um apelo nas redes sociais na noite desta segunda-feira (4), pedindo para que os moradores da cidade fiquem em casa e cumpram o isolamento contra o novo coronavírus (Covid-19).

A manifestação do prefeito ocorreu após o governador João Doria (PSDB) afirmar que cidades que não tiverem taxa de isolamento acima de 50% ficarão de fora da primeira etapa da retomada das atividades comerciais no Estado, prevista para ter início na próxima semana.

“Ampliar o isolamento social em Santa Bárbara é necessário para a saúde e a economia. É preciso entender que somente com a saúde coletiva em segurança é que poderemos iniciar a retomada das atividades restritas pela quarentena estadual”, postou o prefeito em sua conta no Twitter.

Com 12 casos confirmados do novo coronavírus e uma morte pela doença, Santa Bárbara tem os piores índices de isolamento na RPT (Região do Polo Têxtil).

O percentual considerado satisfatório pelo governo estadual é de 50%, mas municípios da região, como Americana e Sumaré, também têm ficado abaixo desse índice na maior parte da semana.

“Todas essas cidades precisam melhorar os seus índices, principalmente se desejarem ter algum tipo de flexibilização. Não havendo índice superior a 50%, já por esse item, as cidades estarão automaticamente excluídas de qualquer flexibilização. E por quê? Porque nós não desejamos mais vítimas”, afirmou o governador nesta segunda-feira.

Na semana passada, entre segunda (27) e quinta-feira (30), Santa Bárbara registrou índices que variaram de 42% a 44%. Na sexta-feira, Dia do Trabalho, a taxa subiu 53%.

Nas últimas semanas, feriados, sábados e domingo costumam manter mais da metade da população em casa. No último sábado, porém (2), a cidade voltou a registrar 49% de isolamento, o mesmo do sábado anterior (49%).

Dados do monitoramento do governo estadual mostram isolamento em Santa Bárbara – Foto:

Em entrevista ao LIBERAL, publicada neste domingo, o prefeito defendeu que o município tem condições de retomar as atividades com segurança.

Denis afirmou acreditar que diversos fatores serão levados em consideração pelo governador João Doria (PSDB), e não só a taxa de adesão ao isolamento social dos municípios.

“Entendo que meramente se estabelecer a condição de uma cidade apenas através da taxa de isolamento é um equívoco. Existem outros diferentes índices igualmente importantes, como número de casos. Tudo isso tem que ser levado em conta”, argumentou o prefeito.

Na semana passada, entidades ligadas ao comércio e à indústria de Santa Bárbara iniciaram a elaboração de um estudo para tentar convencer o governo estadual de que a cidade tem condições de estar entre as primeiras autorizadas a reabrir o comércio a partir do dia 11 de maio, quando termina a quarentena.

Nesta segunda-feira, também após o pronunciamento de Doria, a Acisb (Associação Comercial e Industrial de Santa Bárbara) fez postagem em rede social pedindo para que os moradores da cidade fiquem em casa para que a retomada das atividades comerciais seja possível.

“Pedimos à população de Santa Bárbara d’Oeste que fique em casa, saindo apenas por extrema necessidade”, postou a entidade.