DAE barbarense registra 58 furtos de hidrômetros no semestre

Diante das ocorrências, a Guarda Civil Municipal começou a intensificar diligências em depósitos de sucatas e reciclagem


O DAE (Departamento de Água e Esgoto) de Santa Bárbara d’Oeste registrou, no primeiro semestre do ano, 58 casos de furtos de hidrômetros – inicialmente, o departamento havia informado que foram furtados 54 peças. Segundo a autarquia, três deles aconteceram durante a noite deste domingo ou na madrugada desta segunda-feira (25). Em 2017 foram apenas quatro casos desse tipo, nos 12 meses.

As ocorrências foram apresentadas ao DAE pelos moradores que dão pela falta do aparelho no imóvel já nas primeiras horas da manhã, o que reforça a suspeita que os furtos ocorreram durante a noite ou na madrugada.

Foto: DAE de Santa Bárbara / Divulgação
DAE registrou aumento no furto de hidrômetros no município

O número crescente de furto de hidrômetro levou a direção do DAE barbarense a entrar em contato com o Secretário Municipal de Segurança, Rômulo Gobbi, que se prontificou em intensificar as diligências por meio da Guarda Civil nos estabelecimentos que podem ser procurados pelos ladrões com a intenção de vender o aparelho furtado para reciclagem, como nos depósitos de sucatas.

O crime de furto e receptação tem como consequência a pena de reclusão em regime fechado de um a quatro anos, mais o pagamento de multa.

PLÁSTICO

Considerando o material que constitui a estrutura do hidrômetro, na sua maioria o plástico, técnicos do DAE não veem motivos para os furtos dos hidrômetros acontecerem, pelo fato de o aparelho não ter valor comercial relevante a esse ponto e de não ter outra finalidade, a não ser a marcação do consumo de água, pois cada hidrômetro tem seu número de série registrado na autarquia, nos dados cadastrais dos imóveis.

Com informações da assessoria de imprensa do DAE de Santa Bárbara.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora