22 de Maio de 2020 Atualizado 17:27

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Polícia

Criminosos amarram idosa e levam R$ 10 mil em assalto a residência de Santa Bárbara

Crime aconteceu na Rua do Linho na manhã desta sexta-feira; PM foi acionada, mas dupla conseguiu fugir antes da chegada da equipe

Por Leonardo Oliveira

22 Maio 2020 às 12:01 • Última atualização 22 Maio 2020 às 17:27

Dois homens assaltaram uma casa do Cidade Nova, em Santa Bárbara d’Oeste, na manhã desta sexta-feira (22). Eles amarraram uma idosa de 63 anos, proprietária da casa, e fugiram com R$ 10 mil e um cofre com joias no carro de um terceiro indivíduo. (Inicialmente a polícia informou que haviam sido levados R$ 5 mil, mas esse valor foi atualizado após a elaboração do boletim de ocorrência da própria Polícia Militar).

Crime aconteceu na Rua do Linho – Foto: Google Maps

Os três seguiam foragidos até a publicação desta reportagem. As informações são da PM (Polícia Militar), que atendeu à ocorrência. Agentes estavam em busca de câmeras de segurança que possam indicar ou dar algum detalhe que ajude a identificar o trio.

O crime aconteceu por volta das 9 horas desta sexta, na Rua do Linho. A polícia foi avisada através de uma denúncia anônima e foi até a casa, mas os criminosos já haviam fugido em direção a Avenida Santa Bárbara. A vítima não se feriu.

Ela contou aos policiais que estava caminhando e encontrou um homem escondido atrás de uma caminhonete que estava na garagem. Ele chamou um outro indivíduo para entrar na casa junto com ele.

A vítima foi amarrada e depois colocada no sofá da sala. Enquanto um dos criminosos a acompanhava, o outro revirava a casa em busca de pertencer. Foram achados R$ 10 mil em dinheiro e um cofre com joias.

Depois de encontrar esses pertences, um dos homens ligou para um terceiro indivíduo, que foi buscá-los. Os dois assaltantes saíram da casa e entraram com os objetos roubados em um veículo estacionado no mesmo quarteirão. Eles fugiram e não foram localizados.

Até a publicação desta reportagem o boletim de ocorrência ainda não havia sido registrado no 2° DP (Distrito Policial), área onde está localizada a casa da idosa.