Coleta de lixo em S. Bárbara ainda tem falhas, relatam moradores

Falta de frequência é a principal queixa em bairros como Vila Grego e San Marino 


Quase um mês depois do Consórcio Santa Bárbara d’Oeste assumir a coleta de lixo na cidade, moradores relatam que o serviço ainda é feito de forma precária. O principal problema é a falta de frequência com que os caminhões passam nos bairros.

Receba as notícias do LIBERAL pelo WhatsApp. Envie uma mensagem para ser adicionado na lista de transmissão!

Foto: Marcelo Rocha / O Liberal
Problema se arrasta desde fevereiro

Segundo a analista de sistema Viviane Azanha, 45, a coleta era realizada duas vezes por semana na Chácaras Recreio Paraíso quando o serviço era feito pela Forty Construções e Engenharia. Entretanto, desde que o consórcio assumiu, em 15 de fevereiro, os coletores passam apenas uma vez por semana.

“Não tem dia específico. A gente vê vários bairros com acúmulo de lixo. Passou ontem (terça) aqui, agora só na semana que vem”, reclamou Viviane.

Moradores da Vila Grego reclamaram para a reportagem nesta quarta-feira (11) que não houve coleta na última segunda-feira. O serviço costumava ser realizado três vezes por semana. Situação similar acontece na Vila Linópolis e no San Marino.

OUTRO LADO. “A Prefeitura informa que a coleta de lixo vem sendo realizada diariamente pela empresa responsável. Questões pontuais envolvendo os itinerários são tratadas individualmente junto à empresa nessa fase de transição”, disse o Governo Denis Andia (PV).

O LIBERAL não conseguiu contato com a empresa até o fechamento desta reportagem.

Além da Capa, o podcast do LIBERAL

A edição desta semana do podcast “Além da Capa” aborda a substituição da mão de obra de pessoas mais velhas por outras mais novas na RPT (Região do Polo Têxtil), em 2019. Ouça:

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora