22 de Maio de 2020 Atualizado 22:37

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Aedes

Casos de dengue caem 71% em Santa Bárbara em 2020

Cidade teve 461 contaminações neste ano, enquanto no mesmo período de 2019 foram 1.620 casos de dengue

Por Rodrigo Alonso

29 abr 2020 às 10:20 • Última atualização 29 abr 2020 às 16:18

Santa Bárbara d’Oeste contabilizou 461 casos de dengue neste ano, o que representa uma queda de 71% em relação ao mesmo período de 2019, quando 1.620 pessoas se contaminaram na cidade. Os dados foram informados pela Secretaria Municipal de Saúde na última segunda-feira.

Segundo a prefeitura, apesar da quarentena, as ações de combate ao mosquito Aedes aegypti seguem intensificadas no município.

 Funcionário da prefeitura durante nebulização no bairro Jardim Belo Horizonte, na última segunda-feira – Foto: Marcelo Rocha / O Liberal_27.04.2020

“As atividades ocorrem mesmo no período de quarentena para o enfrentamento do novo coronavírus (Covid-19). O serviço de controle do vetor é considerado essencial, visando evitar o aumento do número de casos de dengue e de outras arboviroses”, diz a administração municipal.

Na última segunda-feira, equipes municipais iniciaram uma série de trabalhos nos bairros Dona Regina, Belo Horizonte, Pântano, Laudissi e Distrito Industrial. Os agentes visitam casa a casa, atuam no controle de criadouros e realizam serviços de nebulização.

A prefeitura aponta que tem adotado todos os cuidados necessários quanto às medidas de prevenção relacionadas ao novo coronavírus. Os funcionários, por exemplo, não entram em imóveis que tenham pessoas acima de 60 anos. Nesse caso, eles orientam o morador pelo portão.

Em nota, a administração municipal “orienta a população a receber os agentes de controle de endemias para obter informações sobre medidas simples que podem prevenir doenças graves”.

A cidade também conta com a Sala de Situação e Controle de Dengue, grupo formado por representantes de diferentes setores do Executivo.

Desde 2018, os integrantes discutem, planejam e implementam ações que demandam atividades integradas, como limpeza e desocupação de áreas públicas com descarte irregular de resíduos.

A prefeitura ainda ressalta que, se apresentar sintomas como febre, dor de cabeça, dor no fundo dos olhos, manchas no corpo e dores nas articulações, a pessoa deve procurar a unidade de saúde mais próxima e não se medicar por conta própria.

Em caso de dúvidas, o morador pode entrar em contato com a Divisão de Controle de Vetores do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) pelo telefone (19) 3463-8099 ou pelo e-mail ccz.saude@santabarbara.sp.gov.br.