21 de janeiro de 2021 Atualizado 20:33

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

COVID-19

Câmara vota projeto que pode viabilizar ampliação de leitos de UTI em Santa Bárbara

Mudança no contrato com o Hospital Santa Bárbara permitirá repasse de recursos municipais e federais, que podem ultrapassar R$ 4 milhões

Por André Rossi

16 jun 2020 às 08:10 • Última atualização 16 jun 2020 às 09:22

Os vereadores da Câmara de Santa Bárbara d’Oeste votam nesta terça-feira o projeto de lei que permite que a prefeitura altere o convênio que mantém com o Hospital Santa Bárbara e possa repassar para a entidade recursos financeiros do Fundo Municipal de Saúde e também do Ministério da Saúde.

Na prática, o texto adita e complementa o contrato entre as partes. Somadas, as verbas podem ultrapassar R$ 4 milhões. A sessão ordinária ocorre por videoconferência às 14 horas.

O aporte financeiro vai permitir a construção e reforma de 10 novos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), dos quais sete serão exclusivos para pacientes contaminados com o novo coronavírus (Covid-19). A medida foi anunciada pelo prefeito Denis Andia (PV) no último sábado.

Para abrir os novos leitos, o munício vai desocupar leitos de enfermaria do hospital voltados para Covid-19. Já os atendimentos de enfermaria relacionados ao coronavírus passarão a ser realizados no hospital de campanha, instalado no Bloco 15 da Unimep (Universidade Metodista de Piracicaba).

A verba também permitirá a locação de um conjunto de salas para o atendimento de síndromes gripais por seis meses, através de repasse de recurso federal proveniente do Ministério da Saúde.

Atualmente, Hospital Santa Bárbara conta atualmente com 15 leitos de UTI: 10 para uso geral e cinco exclusivos para Covid-19. No total, o município terá 25 leitos de UTI para o SUS (Sistema Único de Saúde).

Podcast Além da Capa
A pandemia do novo coronavírus completa três meses com a certeza de representar o maior desafio da carreira de gestores públicos em saúde, como é o caso dos secretários que atuam em cidades da região. Nesse episódio, o editor Bruno Moreira conversa com os responsáveis pelas pastas em Americana, Santa Bárbara e Nova Odessa sobre a experiência forjada pela crise.

Publicidade