Câmara de Santa Bárbara devolve R$ 1,5 mi à prefeitura

Neste ano, o orçamento total da câmara era de R$ 18,5 milhões; Andia não quis detalhar como o dinheiro será aproveitado


O prefeito de Santa Bárbara d’Oeste, Denis Andia (PV), pediu à câmara autorização para abrir um crédito de R$ 1,5 milhão no orçamento da cidade. O dinheiro virá do próprio Legislativo, como devolução de sobras do duodécimo (recurso de transmissão obrigatória pelo Executivo). Neste ano, o orçamento total da câmara era de R$ 18,5 milhões.

Em maio, a Casa já havia antecipado – a pedido do secretário de Governo, Rodrigo Maiello – a devolução de R$ 1 milhão. A medida teve o aval dos departamentos administrativo-financeiro e de contadoria da Casa. Na época, o prefeito afirmou que utilizaria os recursos nas áreas prioritárias, como educação, saúde e segurança pública.

Nesta quarta-feira, a assessoria de imprensa de Andia não quis detalhar como o dinheiro será gasto. A Secretaria de Fazenda afirmou apenas que será feita uma “suplementação” para a Secretaria de Saúde, pasta que mais consome recursos municipais.

O presidente da câmara, Ducimar Cardoso, o Kadu Garçom (PR), disse que a tendência é que esse tipo de devolução – no final do ano – seja menor a partir de 2019 porque o valor solicitado no orçamento do ano que vem já será mais baixo.

“Não tem mais a necessidade do mesmo valor. Como teve a questão dos assessores – a Justiça determinou que cada gabinete, que tinha três profissionais, ficasse com apenas um -, o gasto com pessoal diminuiu bem. Estamos concluindo o projeto de energia fotovoltaica [solar], que vai gerar economia de energia” explica.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!