Autor de assalto em açougue é preso em Santa Bárbara

Imagens das câmeras de segurança do estabelecimento permitiram que os guardas identificassem o suspeito, que já havia sido preso anteriormente


A GCM (Guarda Civil Municipal) de Santa Bárbara d’Oeste prendeu na manhã desta sexta-feira (22) um homem de 18 anos apontado como autor do assalto em um açougue do bairro Santa Cruz, que aconteceu na tarde de quinta-feira (21). Imagens da câmera de segurança permitiram que os guardas identificassem o suspeito, já que ele era “conhecido” da guarnição por conta de uma ocorrência anterior.

Receba as notícias do LIBERAL pelo WhatsApp

De acordo com o boletim de ocorrência, Marcelo da Silva Mello confessou e afirmou que usou o R$ 1.580 roubados do açougue para pagar dívida com um traficante. O homem disse ainda que queimou as roupas utilizadas no roubo.

O caso aconteceu por volta das 15h20 de ontem no açougue da Rua Floriano Peixoto. A caixa do estabelecimento, uma mulher de 24 anos, relatou que um homem se aproximou, anunciou o roubo mostrando uma arma de fogo e disse para a vítima entregar tudo que tinha “senão ele iria matá-la”.

A funcionária entregou o dinheiro do caixa, mas ainda havia um montante sob o compartimento da gaveta. O assaltante repetiu que iria matá-las se ela não entregasse tudo. Nesse momento, a mulher levantou o compartimento e entregou o restante do dinheiro.

O suspeito colocou tudo dentro de uma sacola plástica, num total de R$ 1.580, e deixou o local em uma moto Titan. Toda a ação foi registrada pelas câmeras de segurança do açougue.

Ouça o “Além da Capa”, um podcast do LIBERAL

Prisão. De acordo com o boletim de ocorrência registrado no 1º DP (Distrito Policial) nesta sexta, os guardas viram as imagens e reconheceram o suspeito, identificado como Marcelo da Silva Mello, que havia sido detido anteriormente por conta de um roubo a veículo dos Correios. Não foi informada a data em que o crime aconteceu.

Os agentes se deslocaram até a residência do homem na manhã desta sexta-feira, no bairro São Joaquim, por volta das 10h40. Ao visualizar a viatura, o suspeito tentou correr para dentro de casa, mas foi impedido pelos guardas. Questionado, Marcelo teria admito o crime e indicou que a arma utilizada, um revólver da marca Rossi, estava dentro de uma gaveta do guarda-roupas com três cartuchos intactos.

Ainda segundo o registro policial, o suspeito afirmou que queimou a roupa usada no assalto e que usou o dinheiro roubado para pagar dívidas com um traficante do bairro conhecido como “Pezão”.

Diante dos fatos, Marcelo foi encaminhado ao 1º DP e preso em flagrante por roubo. Não havia informações sobre a data em que ele seria submetido a audiência de custódia até a publicação desta matéria. O revólver foi apreendido.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora