27 de maio de 2022 Atualizado 14:54

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Santa Bárbara

Após fala de vereador, Câmara de Santa Bárbara tem protesto contra racismo

Corá classificou o Dia da Consciência Negra como “o dia da hipocrisia, do vitimismo e da divisão racial”

Por Ana Carolina Leal

30 Novembro 2021, às 20h55

Integrantes de diferentes entidades ligadas ao movimento negro de Santa Bárbara d’Oeste protestaram, nesta terça-feira (30), na Câmara Municipal. A manifestação ocorreu em virtude de declarações do vereador Felipe Corá (Patriota), em reunião promovida na semana passada, quando o parlamentar classificou o Dia da Consciência Negra como “o dia da hipocrisia, do vitimismo e da divisão racial”.

Além do ato, diferentes associações protocolaram ofícios na câmara em que manifestam repúdio às declarações de Corá e solicitam providências por parte da Comissão Permanente de Ética e Decoro Parlamentar, além de retratação pública. Segundo a assessoria de imprensa da câmara, todos os documentos foram encaminhados à procuradoria do Legislativo para análise e parecer.

“O Dia da Consciência Negra, que o vereador tenta deslegitimar com falas de cunho racista, representa um marco para a reflexão sobre a desigualdade racial brasileira”, afirma trecho de ofício apresentado hoje pelo SindProSBO (Sindicato dos Professores de Santa Bárbara d’Oeste). “Não é necessário ter a pele preta para compreender as injustiças impostas a essa população”, continua a nota.

Na sessão desta tarde, Felipe Corá disse que, na semana passada, ao se referir a vitimismo, tratava especificamente de pessoas que não trabalham e fazem da causa [movimento negro] como meio de vida, tratando os manifestantes como “massa de manobra”.

Ele também cobrou a presença desses manifestantes em votações como a da taxa do lixo e do aumento do IPTU, os chamando de hipócritas. Ao encerrar sua fala, ainda mostrou uma foto dele com o presidente Jair Bolsonaro, a quem se referiu como “cruz dos esquerdopatas”.

Publicidade