25 de novembro de 2020 Atualizado 08:09

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Repúdio

ANJ repudia agressões a jornalista do LIBERAL

Além de atingir o repórter e o jornal, atentam contra o direito dos cidadãos de serem livremente informados”, destacou a entidade

Por João Colosalle

10 out 2020 às 10:01 • Última atualização 11 out 2020 às 06:55

A ANJ (Associação Nacional de Jornais) manifestou repúdio aos atos de hostilidade dos dirigentes do União Barbarense contra o repórter Rodrigo Alonso.

Em nota assinada pelo diretor-executivo da entidade, Ricardo Pedreira, a associação lamentou e condenou as agressões sofridas pelo jornalista do LIBERAL. “As agressões verbais, as ameaças e a censura às fotos constituem em um ataque ao livre exercício da atividade jornalística.

Além de atingir o repórter e o jornal, atentam contra o direito dos cidadãos de serem livremente informados”, destacou a entidade. A ANJ cobrou ainda que o episódio seja apurado pelas autoridades policiais, com a punição dos culpados. “É inadmissível que a truculência prevaleça sobre o jornalismo e o direito à livre informação”, traz a nota da associação.

O Grupo Liberal também repudiou a agressão sofrida por seu repórter em editorial publicado neste sábado.

“O mesmo LIBERAL que critica o União quando o desempenho assim exige é o que exalta suas vitórias. Isso é Jornalismo. Mostrar os fatos, de interesse público, de maneira fidedigna. Por aqui, não nos prestamos ao serviço de assessoria de imprensa. O mero desgosto com a cobertura ou com a apuração de uma reportagem não dá direito algum a ninguém a censurar um jornalista, muito menos a agredi-lo”, diz um trecho.

Confira na íntegra clicando aqui .

Publicidade