Vigilante é atingido pela própria arma em ataque na SP-304

Tentativa de roubo a carro-forte aconteceu na noite desta segunda-feira na Rodovia Luiz de Queiroz, na altura do distrito de Tupi


Um vigilante da Protege foi atingido no pé pela própria arma durante tentativa de roubo a carro-forte na noite desta segunda-feira (11) na Rodovia Luiz de Queiroz (SP-304), na altura do distrito de Tupi, em Piracicaba. O ataque aconteceu no km 151 da rodovia. Ninguém foi preso até o momento e nada foi levado.

Foto: André Rossi / O Liberal
Ataque a carro-forte na SP-304 aconteceu na altura do km 151

De acordo com o boletim de ocorrência, quatro vigilantes estavam no veículo, que deixou a cidade de Piracicaba por volta das 21h em direção a Campinas. Após passarem pelo posto da PMR (Polícia Militar Rodoviária) na SP-304, o condutor do carro-forte percebeu que uma Land Rover Evoque deixou o acostamento e entrou na pista.

O veículo ultrapassou os agentes, reduziu a marcha e indivíduos que estavam no interior passaram a atirar contra o carro-forte. O chefe da equipe de segurança, que estava no banco do passageiro, revidou e disparou contra o carro, atingindo o pneu traseiro do lado esquerdo da Evoque.

Foto: Polícia Militar / Divulgação
Grupo tentou roubar um carro-forte e abriram fogo contra o veículo

Ainda segundo o registro policial, a arma do vigilante, calibre 12, travou durante a ação, o que fez com que ele trocasse de equipamento. “Ao posicionar a (arma) que apresentou defeito na parte de trás, ocorreu um disparo que atingiu um de seus pés, sendo ele socorrido ao Hospital Mário Gatti, onde permaneceu sob cuidados médicos e foi submetido a cirurgia”, descreve o boletim.

O documento não deixa claro se o acidente aconteceu antes ou depois do vigilante acertar o pneu da Evoque, que perdeu potência. Os agentes conseguiram fugir e chegaram até uma base da empresa em Campinas, quando acionaram a polícia.

AÇÃO

A tentativa de roubo bloqueou os dois sentidos da SP-304 na noite desta segunda. Os assaltantes usaram “miguelitos” – espécie de prego para furar pneus – na pista na tentativa de atingir o carro-forte, que foi alvejado com disparos de armas de grosso calibre.

O sentido Piracicaba foi liberado para o tráfego por volta das 23h, enquanto o movimento no sentido Santa Bárbara d’Oeste só foi liberado por volta das 2h30 desta terça (12).

O veículo utilizado pelos suspeitos tinha placa de Jaboticabal (SP) e foi abandonado na rodovia. No interior foram localizadas armas e munições, além de duas sacolas com artefatos explosivos. O Esquadrão de Bombas do Gate (Grupos de Ações Táticas Especiais) foi acionado e destruiu os artefatos ainda no local.

Um casal de Americana passava pela rodovia enquanto os tiros eram disparados. “Eu percebi que o acidente tinha acabado de ocorrer, e até então não tinha visto do que se tratava. Eu liguei o pisca alerta e reduzi, porque a minha intenção era socorrer”, contou o auditor Eneas José da Silva Neto, de 26 anos.

“Logo que eu reduzi eu escutei uns barulhos e me atentei que eram tiros. Eu vi que tinha uma pessoa do lado direito do acostamento, que provavelmente era um dos bandidos. Foi aí que eu resolvi ir embora. Não parei. Abaixei a minha cabeça e a da minha esposa e segui reto”, completou o auditor.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora