23 de Maio de 2020 Atualizado 12:00

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Covid-19

Isolamento volta a cair em Americana; veja índices na região

Cidades da região continuam com taxas de distanciamento social abaixo dos 50% considerados necessários pelo governo para a retomada das atividades econômicas

Por João Colosalle

06 Maio 2020 às 16:53 • Última atualização 07 Maio 2020 às 12:43

O índice de isolamento social em Americana, nesta quarta-feira (6), foi de 43%. É o terceiro dia seguido de queda no percentual na cidade, assim como ocorreu na semana passada (veja os gráficos abaixo).

A taxa de isolamento social, que mede a circulação das pessoas em meio à quarentena contra o novo coronavírus (Covid-19), é considerada um dos fatores para a retomada das atividades econômicas no Estado a partir da próxima semana.

Em entrevistas, o governador João Doria (PSDB) tem dito que cidades que não tiverem 50% de isolamento social ficarão de fora da primeira etapa da reabertura de comércios e serviços. A fala provocou alerta em prefeitos e associações comerciais.

Em Americana, especialistas veem como pequena a chance de reabertura. Comerciantes também se dizem pessimistas sobre o anúncio do governador previsto para esta sexta-feira.

Queda

Nas últimas semanas, o percentual de pessoas que estão cumprindo isolamento, segundo o Estado, tem caído na RPT (Região do Polo Têxtil).

Os municípios locais só têm alcançado patamares de 50% ou mais em feriados ou aos finais de semana.

Conforme o LIBERAL mostrou, em Americana, por exemplo, o cumprimento do percentual considerado satisfatório pelo governo só funcionou nas primeiras duas semanas de quarentena, a partir do dia 21 de março.

Nesta quarta-feira, Santa Bárbara e Sumaré registraram 42% de isolamento, enquanto Hortolândia, a cidade de melhor desempenho na região, alcançou 48%.

Veja abaixo os gráficos do Simi (Sistema de Monitoramento Inteligente), do governo estadual, com o dado mais recente, desta quarta-feira.

Evolução do índice de isolamento em Americana – Foto:
Evolução do índice de isolamento em Santa Bárbara – Foto:
Evolução do índice de isolamento em Sumaré – Foto:
Evolução do índice de isolamento em Hortolândia – Foto:

Como funciona

O governo estadual apresentou o Simi (Sistema de Monitoramento Inteligente) no dia 9 de abril.

A plataforma usa dados das operadoras de telefonia celular para mapear, em tempo real, a circulação dos moradores do Estado. O governo diz que o monitoramento é anônimo e não traz dados pessoais dos usuários.

“Para garantir a privacidade de cada cidadão, o monitoramento é feito com base em dados coletivos coletados em aglomerados a partir de 30 mil pessoas”, argumenta o Estado.

Segundo o governo, o sistema identifica a movimentação de pessoas e apresenta as informações em um mapa de calor que indica mais ou menos concentração populacional por localidade e também em períodos diferentes.

O monitoramento é feito em um gabinete montado no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista.