Vacinação contra polio e sarampo não atinge meta na região

As vacinas continuarão disponíveis nas unidades básicas de saúde, uma vez que fazem parte do calendário anual de imunização


Após seis semanas e três datas consideradas “Dia D”, a campanha de vacinação contra o sarampo e a poliomielite chega ao fim hoje sem atingir a meta na RPT (Região do Polo Têxtil). Em nenhuma das cinco cidades – Americana, Santa Bárbara d´Oeste, Nova Odessa, Sumaré e Hortolândia – a cobertura de 95% foi alcançada. O município que chegou mais perto foi Hortolândia, imunizando 92,3% das crianças na faixa etária contemplada pela campanha, de 0 a menores de cinco anos.

Americana conseguiu atingir a cobertura de 87,76% para a poliomielite, com 8.424 doses aplicadas e alcançou 86,58% para o sarampo, com 8.311 doses aplicadas. Apesar de oficialmente a campanha chegar ao fim nesta sexta-feira, as vacinas continuarão disponíveis nas UBSs, uma vez que fazem parte do calendário anual de vacinação. De acordo com a Vigilância Epidemiológica de Americana, a partir da próxima semana profissionais da Saúde iniciarão na cidade a busca pelos pacientes faltosos, realizando contatos com os pais das crianças referenciadas em cada território de abrangência das unidades de saúde.

Em Santa Bárbara d´Oeste a iniciativa imunizou até ontem 15.200 crianças. Foram aplicadas, no total, 7.563 doses da vacina tríplice viral contra sarampo, caxumba e rubéola, resultando em 86,46% de cobertura, e 7.637 doses da vacina contra poliomielite, com 87,31% de cobertura. A Vigilância Epidemiológica segue com ações intensificadas junto às creches e unidades escolares do Município.

Nova Odessa conseguiu vacinar 85,45% contra o sarampo (2.221 crianças) e 86,86% para a pólio (2.258). O município possui 2,6 mil crianças na faixa etária abrangida pela campanha. A enfermeira Paula Mestriner, coordenadora da Vigilância Epidemiológica, lamentou a baixa adesão. “Nós fizemos todo o esforço possível”, disse.

Em Sumaré, o índice de cobertura foi ainda mais baixo: 79,89% das pessoas vacinadas contra a pólio (11.346 doses) e 79,50% contra o sarampo (11.291 doses).

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!