26 de fevereiro de 2021 Atualizado 00:20

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Região

Unimep diz que só vai negociar com professores grevistas em março de 2021

Ontem a instituição deveria ter apresentado uma proposta aos docentes, o que não ocorreu

Por Heitor Carvalho

04 dez 2020 às 18:32 • Última atualização 07 dez 2020 às 14:44

O IEP (Instituto Educacional Piracicabano da Igreja Metodista), entidade mantenedora da Unimep (Universidade Metodista de Piracicaba), afirmou nesta quinta-feira (3) que só vai negociar com os professores grevistas em março de 2021.

Conforme noticiado pelo LIBERAL, a universidade ficou de entregar uma proposta aos professores grevistas até às 15h desta quinta, o que não ocorreu. Além disso, o IEP também teria dito que o 13.º salário de 2020 não será pago.

Conceição Fornasari, diretora do Sinpro (Sindicato dos Professores de Campinas e Região), afirmou que a greve deve prosseguir.

“Nem chegamos a negociar, uma vez que a rede metodista não respondia nossas correspondências. Ontem eles emitiram apenas um comunicado dizendo que conversarão em março de 2021. A greve continua”, afirmou.

A aprovação da paralisação ocorreu na noite de quinta-feira (26) e foi ratificada, em assembleia, durante a noite desta segunda (30), quando os cerca de 500 professores da universidade, que tem campus em Santa Bárbara, decidiram iniciar a greve.

Agora, uma nova assembleia entre os professores grevistas deve ocorrer na próxima quarta-feira (9), às 19h, para decidir os próximos passos que o movimento deve dar.

Entre as demandas dos grevistas, estão pagamento dos haveres de 2019, como décimo terceiro, um terço de férias e o salário de dezembro, além do pagamento integral dos salários de 2020, que desde março, estão sendo efetuados pela metade.

Em nota, o IEP disse que está “trabalhando intensamente para apurar todos os dados e apresentar, no menor prazo possível, propostas factíveis que atendam às expectativas de todos os envolvidos”. “Ainda não temos uma data específica, mas isso será divulgado para toda comunidade acadêmica tão logo o grupo de trabalho tenha respostas e propostas para as questões levantadas”, concluiu a nota.

Publicidade