20 de outubro de 2020 Atualizado 20:08

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

TREM INTERCIDADES

Trilhos de carga e de passageiros serão separados, diz secretário

Detalhes operacionais e prazos serão discutidos com o ministro da Infraestrutura na semana que vem

Por André Rossi

30 set 2020 às 07:56 • Última atualização 30 set 2020 às 09:09

Governador João Doria (PSDB) esteve em Hortolândia nesta terça para entregar viaduto – Foto: Governo de São Paulo

Os trilhos de carga e de passageiros do futuro TIC (Trem Intercidades) terão trilhos de carga e de passageiros separados. A informação é do secretário de Logística e Transportes do Estado, João Octaviano, que esteve em Hortolândia nesta terça-feira (29) acompanhado do governador João Doria (PSDB).

A primeira fase do projeto envolve o trecho que ligará Campinas a São Paulo. No próximo dia 7 de outubro, o secretário terá uma reunião com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, para acertar detalhes operacionais e prazos.

“O investimento será para montar uma nova infraestrutura para que você tenha trilhos para carga e passageiro segregados, distintos”, explicou Octaviano.

O Estado também aguarda a liberação do TCU (Tribunal de Contas da União) para renovação antecipada da concessão da MRS. A operadora é responsável por linhas no primeiro trecho do projeto.

Conforme publicado pelo LIBERAL em janeiro deste ano, o trem intercidades só chegará em Americana na segunda fase de implantação. Questionado sobre a possibilidade do trecho Campinas/Americana também contar com trilhos separados, o secretário disse que ainda não era possível precisar.

“Você tem uma necessidade de reorganizar essa situação toda primeiro aqui, Campinas/São Paulo e depois nós vamos discutir Campinas/Americana. Está aberto. É que hoje, prioritariamente, só consigo falar de Americana se eu conseguir resolver Campinas/Jundiaí”, justificou Octaviano.

Durante seu discurso, Doria reforçou que o investimento para tirar o trem intercidades do papel será integralmente privado. O governador garante que “grandes investidores internacionais” têm interesse no projeto.

“Ano passado fizemos várias visitas internacionais em fundos de investimentos que mostraram real interesse pelas duas operações do trem intercidades”, afirmou o governador, referindo-se também ao trem que vai ligar São Paulo ao Vale do Paraíba.

De acordo com a assessoria de imprensa da Secretaria de Transportes Metropolitanos do Estado, a expectativa é de que seja realiza ao menos uma audiência pública ainda neste ano para discutir o projeto. Ainda não há prazo para lançamento do edital de licitação.

Publicidade