Sancetur é suspensa de licitações em Vinhedo

Viação vai assumir as linhas do transporte público de Americana a partir de 1º de dezembro


A Prefeitura de Vinhedo decidiu, na última semana, suspender a participação da Sancetur em licitações do município por um prazo de dois anos por descumprimento contratual. A empresa, que tem sede em Paulínia, presta serviços de transporte escolar em Vinhedo. Ela foi escolhida em setembro para assumir, em caráter emergencial, as linhas do transporte urbano de Americana em substituição à VPT (Viação Princesa Tecelã).

O despacho de suspensão, assinado pelo prefeito Jaime Cruz (PSDB), determina ainda a aplicação de uma multa equivalente a 5% do contrato supostamente desrespeitado pela empresa. Segundo o portal da transparência do município, o valor anual do acordo é de R$ 3 milhões, o que significaria uma multa de R$ 150 mil. As punições estão previstas na Lei de Licitações.

Questionada pelo LIBERAL, a assessoria de imprensa da Prefeitura de Vinhedo se recusou a informar quais cláusulas do acordo foram descumpridas. A administração deu um prazo de cinco dias para que a empresa conteste a decisão. Por meio de sua assessoria de imprensa, da Sancetur afirmou que considera a punição aplicada “injusta” e que vai recorrer.

A viação assinou contrato com a Prefeitura de Americana após o prefeito Omar Najar (MDB) decretar o rompimento do contrato com a atual concessionária das linhas urbanas, também sob a alegação de descumprimento contratual. O acordo emergencial prevê que a Sancetur comece a operar na cidade a partir do dia 1º de dezembro.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora