22 de maio de 2022 Atualizado 16:31

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Preso

Responsável pelo maior assalto da história de SC é preso em Limeira

Criminoso estava foragido desde 2014, quando foi resgatado por integrantes da sua quadrilha do CDP de Franco da Rocha

Por Heitor Carvalho

14 Janeiro 2021, às 11h27

David Marques dos Santos, de 45 anos, apontado com um dos principais envolvidos em assaltos audaciosos no Brasil e Paraguai, foi preso em Limeira na manhã desta quarta-feira (13). O criminoso fazia parte da lista de procurados do Ministério da Justiça.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

O suspeito estava foragido desde 2014, quando escapou do CDP (Centro de Detenção Provisória) de Franco da Rocha, na Grande São Paulo, com o auxílio de integrantes da sua quadrilha, que atacaram a unidade prisional armados com fuzis.

David Marques dos Santos foi preso em Limeira, nesta quarta-feira (13) – Foto: Guarda Civil de Limeira / Divulgação

A Polícia Civil, por meio do Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais) e da 5ª Disccpat (Delegacia da Divisão de Investigações sobre Crimes contra o Patrimônio), conseguiu encontrar o imóvel onde ele estava escondido em Limeira.

O local foi cercado e o suspeito preso, não sendo encontrados armamentos ou explosivos na residência. Ele não ofereceu resistência à prisão durante a operação.

Assaltos
Santos é suspeito de liderar invasões e explosões de empresas de transportes de valores, agências bancárias e casas lotéricas em vários estados brasileiros e também no Paraguai.

No início dos anos 2000, ele passou a ser investigado por ser um dos precursores do “novo cangaço”, invasões em bando contra bancos e lotéricas que ocorreram em cidades no interior da Bahia, Pernambuco e Maranhão.

David Marques dos Santos fazia parte da lista de procurados do Ministério da Justiça – Foto: Divulgação

Em 2016, o criminoso se envolveu no ataque a uma transportadora de valores em Santo André, no Grande ABC, e na cidade de Santos, no litoral sul de São Paulo.

No mesmo ano, liderou a invasão a uma base de transporte de valores no Paraguai, considerado o maior roubo ocorrido até então naquele país.

Ele também teria participação nos roubos de malotes em aviões pagadores nos aeroportos de Blumenau, em Santa Catarina, e Viracopos, em Campinas, além do assalto contra três carros-fortes na Rodovia dos Tamoios (SP-99), em Paraibuna, no Vale do Paraíba. Todos os crimes ocorrem em 2019.

Publicidade