19 de junho de 2021 Atualizado 08:44

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Preso

Responsável pelo maior assalto da história de SC é preso em Limeira

Criminoso estava foragido desde 2014, quando foi resgatado por integrantes da sua quadrilha do CDP de Franco da Rocha

Por Heitor Carvalho

14 jan 2021 às 11:27

David Marques dos Santos, de 45 anos, apontado com um dos principais envolvidos em assaltos audaciosos no Brasil e Paraguai, foi preso em Limeira na manhã desta quarta-feira (13). O criminoso fazia parte da lista de procurados do Ministério da Justiça.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

O suspeito estava foragido desde 2014, quando escapou do CDP (Centro de Detenção Provisória) de Franco da Rocha, na Grande São Paulo, com o auxílio de integrantes da sua quadrilha, que atacaram a unidade prisional armados com fuzis.

David Marques dos Santos foi preso em Limeira, nesta quarta-feira (13) – Foto: Guarda Civil de Limeira / Divulgação

A Polícia Civil, por meio do Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais) e da 5ª Disccpat (Delegacia da Divisão de Investigações sobre Crimes contra o Patrimônio), conseguiu encontrar o imóvel onde ele estava escondido em Limeira.

O local foi cercado e o suspeito preso, não sendo encontrados armamentos ou explosivos na residência. Ele não ofereceu resistência à prisão durante a operação.

Assaltos
Santos é suspeito de liderar invasões e explosões de empresas de transportes de valores, agências bancárias e casas lotéricas em vários estados brasileiros e também no Paraguai.

No início dos anos 2000, ele passou a ser investigado por ser um dos precursores do “novo cangaço”, invasões em bando contra bancos e lotéricas que ocorreram em cidades no interior da Bahia, Pernambuco e Maranhão.

David Marques dos Santos fazia parte da lista de procurados do Ministério da Justiça – Foto: Divulgação

Em 2016, o criminoso se envolveu no ataque a uma transportadora de valores em Santo André, no Grande ABC, e na cidade de Santos, no litoral sul de São Paulo.

No mesmo ano, liderou a invasão a uma base de transporte de valores no Paraguai, considerado o maior roubo ocorrido até então naquele país.

Ele também teria participação nos roubos de malotes em aviões pagadores nos aeroportos de Blumenau, em Santa Catarina, e Viracopos, em Campinas, além do assalto contra três carros-fortes na Rodovia dos Tamoios (SP-99), em Paraibuna, no Vale do Paraíba. Todos os crimes ocorrem em 2019.

Publicidade