02 de março de 2021 Atualizado 22:34

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Covid-19

Região tem três indicadores para avançar de fase no Plano São Paulo

Nova reclassificação do Plano São Paulo está marcada para esta sexta-feira

Por Marina Zanaki

05 fev 2021 às 07:31 • Última atualização 05 fev 2021 às 08:21

O Departamento Regional de Saúde de Campinas registrava nesta quinta-feira três indicadores da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) correspondentes à fase amarela. Atualmente, a região está na fase laranja, mas uma nova reclassificação do Plano São Paulo está marcada para hoje.

A região registra os índices de 345,7 novos casos; 38,2 novas internações e 5,9 novas mortes nos últimos 14 dias por 100 mil habitantes. Os índices para fase laranja desses indicadores são, respectivamente, acima de 360, acima de 60 e acima de 8.

Por outro lado, a ocupação de leitos de UTI (Unidades de Terapia Intensiva) está alta na região. Estão ocupados 71,7% dos leitos intensivos para Covid-19. O limite para passar à fase vermelha é 75%.

Na última reclassificação, em 22 de janeiro, a região tinha dois indicadores acima da fase amarela que a fizeram recuar para a fase laranja – 405,5 novos casos e 70,4% de ocupação dos leitos de UTI.

Nessa mesma ocasião, o Estado de São Paulo afirmou que nenhuma região poderia ser reclassificada para as fases amarela e verde até o dia 8 de fevereiro. Esta semana, o governo sinalizou que ao menos duas regiões poderão ir para a fase amarela a partir de segunda-feira por apresentarem bons índices da pandemia – a Grande São Paulo e Santos.

“Quem apresentou melhoras e pode ser reclassificado para outras fases terá a reclassificação anunciada nesta sexta, com vigência a partir da segunda”, disse a Secretária de Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen.

Com queda nas internações, o Estado derrubou na quarta-feira a fase vermelha aos finais de semana para as regiões na etapa laranja.

A Unidade Respiratória do Jardim Alvorada, em Nova Odessa, passou a contar com mais quatro leitos de urgência. Com a adição, a unidade conta com seis leitos de urgência e mais quatro de enfermaria para os pacientes com coronavírus ou suspeita da doença. Atualmente, cinco pacientes estão internados no local.

A região registrou mais três mortes por coronavírus nesta quinta-feira – uma idosa de 77 anos de Sumaré, uma mulher de 49 anos um idoso de 73 anos, ambos de Hortolândia.

Publicidade