23 de Maio de 2020 Atualizado 10:00

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Covid-19

Região supera 200 casos positivos de coronavírus

Em Americana, isolamento social despencou nesta segunda, com apenas 45% dos moradores cumprindo a quarentena

Por Marina Zanaki

06 Maio 2020 às 07:42 • Última atualização 06 Maio 2020 às 07:52

A RPT (Região do Polo Têxtil) tem 206 casos positivos do novo coronavírus (Covid-19), dos quais 17 pacientes morreram. Nesta terça-feira, foram confirmados oito novos casos.

Em Sumaré, foram confirmados cinco novos positivos. Os pacientes são quatro mulheres de 37, 40, 53 e 39 anos, e um homem de 40 anos. Todos estão em isolamento domiciliar e nenhum deles sofre de comorbidades.

A cidade tem 52 casos positivos, dos quais cinco estão internados, cinco em isolamento domiciliar, dois morreram e 40 são considerados curados.

Hortolândia teve dois novos positivos, chegando a 77 casos. Santa Bárbara d’Oeste confirmou mais um caso. Não há dados dos pacientes.

A prefeitura barbarense informou que recebeu resultado negativo do Instituto Adolfo Lutz para uma paciente que havia positivado em teste rápido na rede privada.

Diante da divergência, o teste rápido foi refeito e apontou negativo. O caso foi retirado do boletim e incluído entre os descartados. Dessa forma, a cidade tem 12 positivos.

Americana e Nova Odessa não tiveram atualização dos casos positivos. As cidades têm, respectivamente, 53 e 12 casos.

O isolamento social em Americana despencou novamente nesta segunda-feira para nível abaixo do recomendado. Apenas 45% dos moradores cumpriram a quarentena.

No final de semana, o índice havia chegado a 56%, mas na semana passada tinha caído para 43%, o menor nível da quarentena.

O Comitê de Contingência do Coronavírus do Estado de São Paulo recomenda que o isolamento fique acima de 50%.

O governador João Doria (PSDB) disse que pode excluir da reabertura pós-quarentena as cidades com índice de adesão ao isolamento abaixo dos 50%.

Coordenador do Comitê, o infectologista David Uip disse nesta terça, durante coletiva de imprensa, que haverá enormes dificuldades “no prazo de um mês” caso não seja ampliado o isolamento. O percentual no Estado foi de 47% nesta segunda.

“Reitero a gravidade do momento onde vemos seguidamente a diminuição do isolamento. No final de semana melhora um pouquinho, mas em dias de semana esse número não é possível. Quero reafirmar que teremos problemas sérios de assistência em espaço não superior a um mês”, alertou o médico.

Em Santa Bárbara e Sumaré estão sendo observados os menores índices da região – as cidades tiveram apenas 42% de isolamento.
Em Hortolândia, o isolamento foi de 48% na segunda. Não há dados de Nova Odessa.

O Sistema de Monitoramento Inteligente do Governo de São Paulo acompanha os índices de isolamento por meio de informações passadas por empresas de telefonia.