Região do Polo Têxtil pode bloquear 7,5 mil benefícios

Prefeituras de três cidades das cinco cidades da região afirmam que beneficiados não cumpriram o prazo para retirar cartão saúde


As prefeituras de três cidades da RPT (Região do Polo Têxtil) informaram nesta sexta-feira que 7.554 famílias podem ter o Bolsa Família bloqueado. Elas perderam o prazo para retirar o cartão saúde, usado para monitorar o cumprimento de algumas contrapartidas exigidas pelo programa, como a vacinação e o acompanhamento nutricional de crianças e o pré-natal de gestantes.

O programa é voltado para famílias de extrema pobreza, com renda per capita mensal de até R$ 85, e para famílias ditas pobres, entre R$ 85,01 e R$ 170. É através do Cadastro Único (CAD Único) que as pessoas acessam este e outros programas, como a Tarifa Social de Energia, a linha telefônica para pessoas de baixa renda, isenção de taxa de concurso público e também moradias do “Minha Casa, Minha Vida”.

Foto: Prefeitura de Santa Bárbara d'Oeste / Divulgação
Informe da Prefeitura de Santa Bárbara d’Oeste sobre o monitoramento das famílias do programa

O maior número de benefícios em risco está em Hortolândia. Segundo a assessoria de imprensa da prefeitura, até a última quarta-feira, 5,7 mil beneficiados não haviam retirado o cartão. O prazo terminou ontem e os bloqueios podem começar na próxima semana. O documento é entregue nos CRAS (Centros de Referência de Assistência Social), das 8h às 17h.

Em Santa Bárbara, 1.529 pessoas já tiveram o Bolsa Família. Para voltar a receber, elas devem retirar o cartão de monitoramento no CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) ou NAS (Núcleo de Assistência Social) mais próximo de suas residências, e em seguida, devem dirigir-se à UBS (Unidade Básica de Saúde) mais perto de casa.

Após a regularização é necessário ir até o Cadastro Único, localizado no CSU (Centro Social Urbano), no Jardim Belo Horizonte, para normalizar seu benefício.

Em Nova Odessa, são 842 beneficiários dos quais 748 deveriam retirar o cartão de monitoramento. Até ontem, no entanto, 325 não haviam cumprido a exigência. A Diretoria de Promoção Social fica na Rua Anchieta, 130, no Centro. A retirada do cartão pode ser feita de segunda a sexta, das 8h30 às 16h30. Americana e Sumaré informaram que não utilizam cartão para monitorar cumprimento das contrapartidas de saúde.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora