21 de outubro de 2020 Atualizado 20:14

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Covid-19

Região de Campinas tem quarta maior queda em internações no Estado

Departamento Regional de Saúde apresentou queda de 19,7% nas novas internações neste domingo

Por Marina Zanaki

28 set 2020 às 16:58

O Departamento Regional de Saúde de Campinas, do qual as cidades da RPT (Região do Polo Têxtil) fazem parte, apresentou queda de 19,7% nas novas internações neste domingo (27). Os serviços de saúde registraram 67 novas internações de pacientes suspeitos e confirmados para Covid-19.

Essa é a quarta maior redução percentual no Estado de São Paulo, atrás apenas de São João da Boa Vista, Grande SP Sudoeste e Grande SP Sudeste.

Secretário Marco Vinholi destacou a redução dos números na região de Campinas – Foto: Governo do Estado de São Paulo

O boletim epidemiológico de Americana desta segunda-feira aponta que as enfermarias de Covid-19 na cidade têm 31% de ocupação, o menor índice desde 8 de setembro. No Hospital Municipal, contudo, os leitos sem respirador ainda têm 72% de ocupação.

Secretário de Desenvolvimento Regional, Marcos Vinholi destacou a queda nas novas internações na região de Campinas durante coletiva de imprensa realizada no Palácio dos Bandeirantes, nesta segunda-feira (28).

“Houve queda nos três indicadores (casos, internações e óbitos), puxado pela região da Grande São Paulo, e com destaque para a região de Campinas, que teve 20% de queda nesse período e 14% de óbitos”, declarou durante a coletiva.

Vinholi lembrou que a queda de casos no interior é “mais leve” do que o observado na capital e região metropolitana de São Paulo.

“Há uma melhora nos indicadores do Estado. É necessária a manutenção da atenção para os gestores municipais, mas os índices apresentados hoje são muito bons”, afirmou o secretário.

QUEDA
O Estado de São Paulo completou 10 semanas consecutivas com diminuição de internações pelo coronavírus.

Houve queda de 11% entre os dias 20 e 26 de setembro em relação à semana anterior, de 13 a 19 de setembro, de 1.266 para 1.125 na média estadual de hospitalizações.

“A oscilação de internações é um indicador em tempo real que dá uma perspectiva confiável da tendência da pandemia. A queda deste indicador por período tão longo é um sinal inequívoco de que a doença está regredindo de maneira sólida no estado de São Paulo”, disse o governador João Doria (PSDB).

Os novos casos positivos voltaram a cair no Estado essa semana, com 5.602 notificações. Na semana passada houve aumento nos novos casos em relação à semana anterior e especialistas apontaram que o movimento poderia estar ligado às aglomerações do feriado, bem como às flexibilizações do Plano São Paulo. Foram 5.855 novos casos na semana passada, contra 5.372 na anterior.

AGLOMERAÇÕES
Doria declarou que a responsabilidade por evitar aglomerações é do poder municipal e pediu que as prefeituras intensifiquem as fiscalizações para evitar situações que possam disseminar o coronavírus.

O governador também apelou para a “consciência individual” e fez um apelo aos jovens.

“Você que é jovem, tenha compreensão. Sei que é chato, difícil, oito meses de confinamento e restrições. Mas falta pouco para chegar a vacina e começarem a imunizações. Depois disso, todos nós poderemos voltar à vida normal. Até lá, peço cuidado, perseverança e muita prudência”, declarou Doria.

Publicidade