Polícia Civil identifica corpo em Limeira e prende suspeito

Vítima é Lucilene da Silva Chagas, de 35 anos, que desapareceu na segunda-feira em Hortolândia; um homem foi preso


O corpo de uma mulher encontrado em uma mata em Limeira, na segunda-feira (29), foi identificado pela Polícia Civil nesta quarta-feira (31) como sendo de Lucilene da Silva Chagas, de 35 anos. A vítima morava em Hortolândia e tinha desaparecido na tarde do mesmo dia. Um homem suspeito de ter matado Lucilene confessou o crime e foi preso.

Foto: Facebook/Divulgação
Lucilene da Silva Chagas foi morta na segunda-feira (29)

O cadáver foi encontrado pela PM (Polícia Militar) em uma mata às margens da Estrada Municipal de Limeira, no bairro Jardim Porto Real. A corporação foi acionada para checar uma ocorrência de fogo e, no local, encontraram um corpo parcialmente carbonizado. A vítima apresentava lesões na genital, olhos e no abdômen. Os militares encontraram duas caixas de fósforo perto da vítima. A identificação do corpo foi registrada na Polícia Civil nesta quarta-feira.

Lucilene foi vista pela última vez pela família por volta do meio-dia de segunda-feira na casa onde mora com o marido e as duas filhas, no Jardim Nossa Senhora Auxiliadora, em Hortolândia. Seu marido, um motorista de 43 anos, retornou para a residência por volta das 16h não encontrou a esposa.

Como Lucilene havia passado recentemente por uma cirurgia, ela estava debilitada e com dificuldades de locomoção. Preocupado que ela pudesse ter passado mal, ele entrou em contato com diversos hospitais, mas não a encontrou. Ele também ligou no celular da esposa, mas as ligações caíram na caixa postal. A partir disso, ele procurou a Polícia Civil para registrar o desaparecimento.

A SSP (Secretaria de Segurança Pública) havia informado que pessoas estavam sendo ouvidas e estavam sendo realizadas diligências para localizar câmeras de segurança que pudessem auxiliar a encontrar o paradeiro de Lucilene.

Até o fechamento desta reportagem, não havia informações sobre o sepultamento da vítima. Ela era casada há 20 anos e deixa duas filhas – uma de 12 e outra de 18 anos.

O homem preso pelo crime é um auxiliar administrativo de 37 anos. De acordo com a SSP, ele confessou o crime e está preso temporariamente em Limeira. “A motivação do crime está sendo apurada em conjunto pela DIG de Limeira e a Delegacia de Hortolândia”, disse a pasta.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!