28 de maio de 2022 Atualizado 13:47

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Obducto

PF cumpre mandados em S. Bárbara e Sumaré em investigação sobre estelionato

Operação da Polícia Federal investiga uso de documento falso e ocultação de capitais que chegam a R$ 300 mil

Por Redação

20 Janeiro 2022, às 07h24 • Última atualização 20 Janeiro 2022, às 13h19

Em operação que investiga estelionato, a PF (Polícia Federal) cumpre na manhã desta quinta-feira (20) dois mandados de busca e apreensão em Santa Bárbara e outro em Sumaré. Outros três mandados são cumpridos na capital paulista. Os endereços dos imóveis não foram divulgados.

Operação Obducto foi deflagrada na manhã desta quinta e cumpre mandados em Santa Bárbara, São Paulo e Sumaré – Foto: Polícia Federal / Divulgação

O cumprimento dos mandados faz parte da operação Obducto, deflagrada na manhã desta quinta, com o objetivo de aprofundar uma investigação envolvendo crimes de estelionato, uso de documento falso e ocultação de capitais que chegam a R$ 300 mil.

As investigações foram iniciadas a partir de informações fornecidas por uma corretora de investimentos que identificou o roubo de identidade de uma de suas contas. Após isso, com alterações de dados cadastrais, os criminosos sacaram aproximadamente R$ 300 mil.

O dinheiro desviado da conta foi encaminhado para contas abertas na Caixa Econômica Federal e no Banco do Brasil com uso de documentos falsos. Ainda segundo a investigação, o dinheiro foi novamente transferido para outras seis contas em diversos bancos e cidades no Estado de São Paulo.

Os mandados de busca e apreensão foram expedidos pela 9ª Vara Federal de Campinas e são cumpridos em residência de pessoas físicas ligadas às contas utilizadas para pulverizar o dinheiro subtraído.

Segundo a PF, alguns dos investigados já tem registros criminais envolvendo outros crimes de estelionato.

As penas previstas para os crimes investigados (estelionato, uso de documento falso e ocultação de capitais) somadas podem chegar a 21 (vinte e um) anos de prisão.

Nota do editor: reportagem atualizada às 13:01 desta quinta-feira para correção de informação. Dois mandados foram cumpridos em Santa Bárbara e não em Americana como publicado originalmente. A informação foi corrigida pela própria Polícia Federal durante coletiva para a imprensa.

Publicidade