31 de maio de 2020 Atualizado 10:30

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Covid-19

Padaria doa lanches a profissionais de saúde em hospitais da região

Gerente explica que a ideia é “levar um gesto de carinho para eles que se dedicam tanto por nós”, em meio à pandemia do novo coronavírus (Covid-19)

Por Isabella Holouka

29 mar 2020 às 07:39

Com o objetivo de oferecer um gesto de carinho àqueles que estão na linha de frente no combate ao novo coronavírus (Covid-19), a Padaria Storage, do bairro Cândido Bertini, em Santa Bárbara, tem feito doações de lanchinhos a profissionais de saúde em hospitais da região.

A gerente Monize de Oliveira, de 30 anos, conta que a panificadora localizada na Rua País de Gales funciona há um ano e 4 meses e já auxiliava igrejas com doações de pães.

Foto: Arquivo pessoal
“Eles ficaram surpresos, adoraram. Tiraram fotos e disseram que isso é muito raro de acontecer”, conta a gerente da padaria

Em meio à pandemia que exige e impõe riscos aos profissionais de saúde, surgiu a ideia de focar as doações em hospitais. Os profissionais do Hospital Unimed, Hospital Municipal e Hospital Samaritano de Americana já receberam entre quarta e esta sexta-feira 50 unidades cada de pães com frios. A ideia é continuar na próxima semana, com entrega na Santa Casa de Santa Bárbara.

Monize conta que a iniciativa foi “recebida muito bem” nas unidades de saúde. “São muitos funcionários, não conseguimos doar para todos. Mas a iniciativa é de levar um gesto de carinho para eles que se dedicam tanto por nós. Eles ficaram surpresos, adoraram. Tiraram fotos e disseram que isso é muito raro de acontecer”, conta.

A administração do Hospital Municipal de Americana confirmou o recebimento das doações e agradeceu à padaria pela colaboração e carinho. “A equipe ficou satisfeita com a doação”, trouxe a resposta, em nota.

Já o Hospital Unimed respondeu que “a doação foi realizada através de uma médica que atua em nosso corpo clínico, mas a Unimed não foi notificada sobre a ação”.

O Hospital Samaritano também foi questionado pela reportagem, mas não havia respondido até o momento desta publicação.