21 de outubro de 2020 Atualizado 22:06

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Polícia

Operação do Gaeco busca alvos do PCC na região

Foram cumpridos 15 mandados de prisão e 16 de busca e apreensão; um suspeito morreu em confronto com policiais

Por Leonardo Oliveira

17 set 2020 às 09:31 • Última atualização 17 set 2020 às 21:37

O Ministério Público e a Polícia Militar deflagraram, na manhã desta quinta-feira (17), a Operação Kontakti, que buscou alvos ligados ao PCC (Primeiro Comando da Capital) na região. Ao todo, foram cumpridos 15 mandados de prisão e 16 de busca e apreensão nas cidades de Campinas, Hortolândia e Monte Mor.

Viaturas do 10° Baep deslocadas para operação – Foto: Leonardo Oliveira/O Liberal

O LIBERAL apurou que, dentre os presos, estão dois moradores de Hortolândia e um morador de Monte Mor, nascido em Nova Odessa. Segundo o MP, os alvos desempenhavam funções de reunir os contatos de outros integrantes da facção.

Todos os presos foram levados ao plantão policial de Santa Bárbara – nenhum dos mandados, no entanto, foram cumpridos na cidade. Foi uma forma de centralizar os trabalhos em uma única delegacia.

Entre os detidos, estão uma operadora de telemarketing de 37 anos, que mora no Parque São Jorge, em Hortolândia, um lavador de carro de 22 anos, que reside no mesmo endereço da operadora, e uma estudante de 20 anos, nascida em Nova Odessa, com residência no bairro Areião, em Monte Mor.

As prisões ocorreram na manhã desta quinta. O prazo de detenção é de 30 dias, prorrogável por igual período.

Participaram da operação cerca de 80 policiais militares do 10° Baep (Batalhão de Ações Especiais de Polícia) e da Força Tática do 48°BPM/I (Batalhão de Polícia Militar do Interior), além de três promotores de Justiça. Houve apoio do Canil e do helicóptero Águia.

O cumprimento das ordens judiciais é etapa de investigação sigilosa  conduzida em conjunto pela Promotoria de Justiça de Monte Mor e pelo Grupo de Atuação Especial do Crime Organizado (Gaeco) com apoio da Polícia Militar.

A reportagem também apurou que, em Monte Mor, um dos alvos da operação morreu em confronto com policiais militares.

Publicidade