18 de outubro de 2020 Atualizado 13:16

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Covid-19

Onda de calor contribui para aglomerações na região

Circulação de pessoas nas ruas aumentou, gerando situações ainda proibidas pelo Plano São Paulo

Por Marina Zanaki

28 set 2020 às 19:35

A onda de calor registrada no final de semana na região, que fez com que os termômetros de Americana chegassem a 37°C no domingo, contribuiu para o aumento nas aglomerações, proibidas pelo Plano São Paulo em função da pandemia do novo coronavírus.

A Vigilância Sanitária de Americana disse que, apesar de não dispor de parâmetro comparativo com outros períodos da pandemia, avalia que “o aumento da temperatura contribui para maior circulação das pessoas, o que, via de regra, também acaba gerando mais aglomerações”.

Fiscalização também é realizada pela Guarda Municipal em Hortolândia, a fim de evitar aglomerações – Foto: Prefeitura de Hortolândia/Divulgação

Em Hortolândia, o número de ocorrências de aglomeração dobrou entre sexta-feira e domingo, em relação ao final de semana passado. Foram 30 chamados relacionados a perturbação de sossego e aglomeração de pessoas em espaço públicos e privados. No final de semana passado, foram 14 ocorrências.

“Tivemos o dobro de ocorrências do final de semana passado. A forte onda de calor contribuiu para o aumento dos registros. Continuaremos nos próximos finais de semana o trabalho para conscientizar e orientar a população para evitar estes atos que causam a disseminação da doença e colocam a vida das pessoas em risco”, declarou a comandante da Guarda Municipal de Hortolândia, Michele Cardena.

Desde o início da pandemia, Hortolândia realiza a Operação Saturação aos finais de semana. A ação fiscaliza e orienta a população contra a aglomeração em todas as regiões da cidade para evitar a disseminação da doença e orientar o funcionamento regular das atividades comerciais.

De acordo com a Secretaria de Segurança, desde janeiro, foram registradas 2.517 ocorrências ligadas à perturbação do sossego e aglomeração de pessoas. De março até agora, desde quando começou a pandemia, foram 2.124 atendimentos.

Denúncias podem ser feitas pelo 153 ou 08000-111-580. Os responsáveis por organizar festas clandestinas podem ser multados em até R$ 5.000,00 e o local do evento poderá ser lacrado.

Nova Odessa informou que não registrou aglomerações este final de semana. Santa Bárbara d’Oeste e Sumaré foram procuradas, mas não responderam até a publicação desta reportagem.

CONSCIÊNCIA
O governador João Doria (PSDB) declarou nesta segunda-feira, durante coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes, que é responsabilidade das prefeituras evitar aglomerações e que a polícia militar deve ser acionada pelos gestores municipais.

“Em primeiro lugar, vou recomendar que as prefeituras fiscalizem de fato situações como essa para evitar que aconteçam e solicitem a Polícia Militar, que saberá agir para evitar situações de aglomerações e que voltem a se repetir”, afirmou.

Questionado sobre eventos que reuniram muitas pessoas no final de semana na capital paulista, o tucano também apelou para a “consciência” da população.

“Cada pessoa tem que ter a consciência que aglomeração coloca em risco a sua vida, de familiares, amigos e outras pessoas. Não é compreensível que alguém queira ficar mais perto da morte que da vida”, finalizou o governador.

Publicidade