O que você precisa saber sobre a febre amarela

LIBERAL reuniu perguntas e respostas sobre a doença, que teve a vacinação ampliada na região


A vacinação contra a febre amarela será ampliada a partir desta quarta-feira (13) em Americana e Santa Bárbara d’Oeste, com disponibilização de doses em mais 16 UBSs (Unidades Básicas de Saúde).

Apesar da mudança, Americana e Santa Bárbara d’Oeste permanecem foram da área de recomendação de vacinação. Sumaré, Hortolândia e, mais recentemente, Nova Odessa estão na área de recomendação.

Até esta terça-feira (13), não havia nenhum caso ou morte por conta da doença confirmados neste ano na Região do Polo Têxtil. Em Americana, a prefeitura confirmou um caso importado no ano passado, de um homem que morreu.

O LIBERAL reuniu uma série de perguntas e respostas sobre a doença, segundo informações do Ministério da Saúde e da Sociedade Brasileira de Infectologia. Veja abaixo:

Foto: Imprensa/Divulgação
Vacinas serão distribuídas em quantidade maior em unidades de saúde da região a partir desta quarta

O que é a febre amarela?
É uma doença infecciosa febril aguda, com duração de no máximo 10 dias e de gravidade que pode variar para a morte. Possui dois ciclos de transmissão: o silvestre, que ocorre entre macacos, sendo o vírus transmitido por mosquitos silvestres, e o urbano, erradicado no Brasil desde 1942.

Pode ocorrer uma epidemia de febre amarela urbana?
Especialistas acreditam ser difícil essa possibilidade. O vírus da dengue e o da zika se reproduzem muito mais facilmente nas células do Aedes do que o vírus da febre. Também não há possibilidade de mosquitos silvestres virem para áreas urbanas, segundo especialistas.

Como é a transmissão?
O vírus da febre amarela é transmitido pela picada do mosquito transmissor infectado. O mosquito pica um macaco (principal hospedeiro do vírus) infectado e depois pica o homem. Na versão silvestre, os mosquitos podem ser o Haemagogus ou Sabethes.

Quais são os sintomas?
Nos primeiros dias, podem aparecer a dor de cabeça, febre baixa, fraquez e dores musculares e nas articulações. O infectado pode ter sensação de melhora, mas ainda assim evoluir para febre alta, pele amarelada, urina escura, inflamações e morte.

A febre pode ser transmitida de pessoa para pessoa?
Não pode. A doença não é contagiosa, ou seja, não há transmissão de pessoa a pessoa e de animais para pessoas. É transmitida somente pela picada de mosquitos infectados com o vírus da febre amarela.

Qual é o papel do macaco no ciclo de transmissão?
Os macacos servem como um alerta às autoridades quanto à incidência de febre amarela em áreas silvestres, já que são vulneráveis ao vírus. Eles não são responsáveis pela transmissão, o que ocorre pela picada do mosquito.

O Aedes aegypti transmite a febre amarela?
Apenas a versão urbana da doença, que não é registrada no país desde 1942. A febre silvestre é transmitida por mosquitos silvestres, como o Haemagogus e Sabethes.

Como a doença pode ser evitada?
A melhor forma de evitar é por meio da vacinação. O uso de repelente, exceto em crianças com menos de 2 meses, também pode evitar as picadas, assim como evitar perfume em áreas de mata, vestir roupas compridas e claras e usar mosqueteiros ou telas.

Quem não deve se vacinar?
Crianças com menos de 6 meses não devem tomar a vacina. As mães que estão em período de amamentação de crianças nessa idade também devem evitar se imunizar. Pacientes imunodeprimidos, como pessoas em tratamento quimioterápico, radioterápico, com aids e pessoas com alergia grave a ovo também não devem se vacinar.

Como funciona a vacina fracionada?
Na vacina fracionada, uma única dose de 0,5 ml será utilizada em cinco pessoas, o equivalente a 0,1 ml por pessoa.

Já sou vacinado. Preciso repetir a dose?
Que já se vacinou com a versão não fracionada da vacina não precisa de uma nova dose. A recomendação é da OMS (Organização Mundial da Saúde)

Quais são as reações possíveis à vacina?
Os efeitos colaterais graves são raros. Porém, 5% da população pode desenvolver sintomas como febre, dor de cabeça e dor muscular de cinco a dez dias.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!