16 de junho de 2021 Atualizado 20:12

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Prisão

Músico é preso após manter ex-mulher em cárcere privado por duas semanas em Paulínia

Autor chamou vítima para reconciliar relacionamento e a sequestrou; família pensou que mulher estava desaparecida

Por Pedro Heiderich

10 jun 2021 às 12:11 • Última atualização 10 jun 2021 às 12:14

Um músico de 29 anos foi preso em flagrante na tarde desta quarta-feira (9), em Paulínia, após manter a ex-mulher em cárcere privado por duas semanas.

Caso foi registrado como violência doméstica, lesão corporal, ameaça, sequestro e cárcere privado – Foto: Reprodução

O autor chamou a vítima, de 24 anos, para reconciliar o relacionamento após um desentendimento e a sequestrou. Além de agredi-la e a ameaçar com uma faca, ele proibiu que ela usasse o celular ou entrasse em contato com alguém.

Preocupados, familiares pensavam que a vítima estava desaparecida e relataram à polícia.

Segundo informações da SSP (Secretaria de Segurança Pública) de São Paulo, policiais buscavam localizar a mulher e foram à casa do músico, na Rua José Ferreira de Souza, Parque Bom Retiro.

No local, o músico, ao ser questionado sobre o fato, disse que estava se reconciliando com ela. Em seguida, franqueou a entrada dos policiais civis na residência.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

A mulher acompanhou a equipe à delegacia, onde informou que sofreu agressões físicas e psicológicas do autor e era ameaçada com faca.

Diante dos fatos, o suspeito recebeu voz de prisão em flagrante, permanecendo à disposição da Justiça. Foram requisitados exames periciais ao IML (Instituto Médico Legal). O caso foi registrado como violência doméstica, lesão corporal, ameaça, sequestro e cárcere privado pela Delegacia Policial de Paulínia.

Publicidade