22 de Maio de 2020 Atualizado 22:37

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Covid-19

‘Momento é de atenção para o interior’, avalia secretário estadual

Secretário de Desenvolvimento Regional diz que, proporcionalmente, casos estão subindo quatro vezes mais que na capital

Por Marina Zanaki

08 Maio 2020 às 08:43

O momento é de “atenção” para todo o interior do Estado de São Paulo para a disseminação do novo coronavírus (Covid-19). O alerta foi feito pelo Secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, durante coletiva de imprensa nesta quinta-feira da Secretaria do Estado da Saúde.

O chefe da pasta argumentou que, proporcionalmente, os casos no interior estão crescendo quatro vezes mais do que na capital paulista.

Ele indicou que a cada três dias, 38 novas cidades apresentam casos da doença. Nesse ritmo, até o final do mês todos os municípios do Estado terão contágio.

Vinholi ressaltou crescimento acelerado de casos no interior paulista – Foto: Governo do Estado de SP_07.05.2020

“Hoje temos que os números de casos no interior do Estado representam cerca de 16%, o restante está na Região Metropolitana de São Paulo. Nos números de ontem (quarta-feira, dia em que houve pico histórico de casos, com 3.800 novos), identificamos 32% dos casos no interior”, explicou Vinholi.

“Com isso, é possível concluir que o crescimento no interior de São Paulo tem se dado de maneira muito acelerada no último período recente”, alertou o secretário.

A Secretaria de Desenvolvimento Regional apresentou esta semana um levantamento que analisou a progressão de casos no interior e litoral. A pasta relacionou o aumento nas notificações à queda na taxa de isolamento. A pasta comparou o isolamento social entre as duas primeiras e as duas últimas semanas do mês de abril.

A médica do índice de isolamento social nesse período caiu de 55% para 50% na região de Campinas, da qual as cidades da RPT (Região do Polo Têxtil) fazem parte.

O número de casos na região, nesse período, teve um aumento percentual de 282%, saltando de 330 para 1.260.

Na RPT, os índices têm caído a níveis ainda mais baixos do que a média da região de Campinas.

Nesta quarta, por exemplo, Santa Bárbara d’Oeste e Sumaré tiveram apenas 42% de isolamento. Americana registrou 43%, e Hortolândia teve 48%.

“Conseguimos verificar o impacto de aceleração no interior do Estado ao mesmo tempo que as taxas de isolamento caíram neste período. É um momento de atenção para todo o interior do Estado de São Paulo”, afirmou Vinholi durante a coletiva.

Hoje o governador João Doria (PSDB) vai anunciar o Plano São Paulo, que prevê flexibilização da quarentena. O tucano não deu detalhes de como ela vai funcionar e nem quais regiões devem ser contempladas imediatamente.

Contudo, o professor Carlos Magno Fortaleza, do Comitê de Contingência do Coronavírus, e o Secretário de Desenvolvimento Regional declararam que há poucas chances de que Americana e região tenham qualquer flexibilização em um primeiro momento.