Mesmo com renúncia, dom Vilson poderá celebrar missas

Oliveira não tem mais nenhuma responsabilidade na Diocese de Limeira


Apesar de ter renunciado ao cargo de bispo da Diocese de Limeira, dom Vilson Dias de Oliveira não perde a ordem e, com isso, poderá continuar a celebrar missas. Com a renúncia, porém, Oliveira não tem mais nenhuma responsabilidade na Diocese responsável pela Igreja Católica de 16 cidades, dentre elas Americana. Ele ficou no posto por quase 12 anos.

A informação foi confirmada pelo dom Orlando Brandes, arcebispo de Aparecida e que assumiu nesta sexta-feira (17) a função de administrador apostólico da Diocese de Limeira.

Foto: Marcelo Rocha / O Liberal
Coletiva em Limeira detalhou futuro de dom Vilson

Em coletiva para a imprensa, Brandes explicou que dom Vilson segue com o poder de exercer as funções eclesiásticas e que se receber o convite para celebrar missas ou crismas, por exemplo, poderá ministrar o culto.

“Ele precisa descansar um pouco e depois ele próprio vai decidir que trabalho vai fazer na Igreja”, disse o administrador apostólico.

Dom Vilson, que já deixou a cidade de Limeira, sofria pressão de fiéis para deixar o posto de bispo diocesano desde que começou a ser investigado pela polícia. “Renunciar era o máximo que ele podia fazer. Foi a melhor solução para a Igreja, uma decisão sábia”, avaliou dom Orlando.

A nomeação de um novo bispo para Limeira pode demorar até um ano, segundo Brandes. O cargo de dom Orlando Brandes tem como foco a administração da Diocese de Limeira. O vigário geral, padre Julio Barbado, ficará responsável pelas atividades pastorais da Igreja.

Dom Vilson não deixa de ser bispo, mas, segundo o que foi explicado na coletiva, não poderá mais assumir o comando de uma diocese.

Investigação

Dom Vilson é investigado pela Polícia Civil de Limeira por supostamente extorquir padres subordinados a ele. Além disso, a polícia também apura se o bispo acobertou supostos casos de abuso sexual que teriam sido praticados pelo padre Pedro Leandro Ricardo, que foi reitor da Basílica de Americana e está atualmente afastado do cargo.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora