Média de multas por embriaguez ao volante cai 38% na RPT

Especialista afirma que a queda nos números pode indicar que as campanhas e ações de fiscalização para coibir esse tipo de crime devem ser ampliadas


A média mensal de multas aplicadas por embriaguez ao volante diminuiu 38% na RPT (Região do Polo Têxtil), em comparação ao ano passado. Em 2018 foram em média 118 multas por mês, número que cai para 72 entre janeiro e maio de 2019.

Os dados são do Detran (Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo) e se referem ao total de multas dadas pelo órgão por meio do Programa Direção Segura e também pelas fiscalizações de rotina da Polícia Militar no perímetro urbano, sem contar com as estatísticas das estradas, administradas pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER) e Polícia Rodoviária Federal.

Foto: Tony Winston - Agência Brasília
Média de ocorrências de embriaguez ao volante teve queda na RPT

São os menores números registrados desde 2015, quando houve 514 autuações (média de 42 por mês) – depois disso, foi constatado um crescimento. No ano seguinte, foram 854 multas (71 por mês), enquanto 2017 teve 1.268 infrações do tipo, com média de 105 por mês, e o último ano contabilizou o maior índice, de 1.418 multas (118 por mês).

Para o professor do Departamento de Geotecnia e Transportes da FEC Unicamp, Creso Peixoto, a redução não é boa, pois não há evidências de que a sociedade tenha criado uma consciência generalizada de que a prática de beber e dirigir pode causar graves acidentes no trânsito.

“Pode ser uma evidência de que as campanhas precisam ser ampliadas. Uma redução pode [gerar] uma leitura muito indevida por motoristas que ainda não entenderam o problema de guiar, principalmente quando eles estejam alcoolizados”, afirmou.

Americana teve a maior redução nos índices. Em 2018, 483 multas foram aplicadas por agentes de segurança, resultando em uma média de 40 infrações por mês. De janeiro a maio deste ano foram 97 multas, com média de 19 punições mensais, representando uma redução de 52% no período.

Além dos casos de embriaguez, também foram dadas autuações por recusa ao teste do etilômetro. Os punidos pagam multa no valor de R$ 2.934,70, além de responderem a processo administrativo no Detran.SP para a suspensão do direito de dirigir por 12 meses. Os motoristas que já foram flagrados dirigindo alcoolizados nos últimos 12 meses têm o valor da multa dobrado.

O 19° BPM/I (Batalhão de Polícia Militar do Interior), que responde pelo policiamento de Americana, afirma que “muitas variáveis influenciam os resultados no tocante ao número de autuações, dificultando se apontar uma variável específica”.

Foi pedido ao Detran o número de fiscalizações realizadas no último ano na região, mas o órgão tinha apenas dos dados estaduais. Até o mês passado, 163 operações contra esse tipo de delito foram realizadas.

Multas por embriaguez ao volante na RPT

Em 2015: 514 multas (42 por mês)
Em 2016: 854 multas (71 por mês)
Em 2017: 1268 multas (105 por mês)
Em 2018: 1418 multas (118 por mês)
Em 2019 até maio: 362 multas (72 por mês)

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora