19 de setembro de 2020 Atualizado 19:17

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Tecnologia

Máscara ‘anticorona’ chega ao mercado nesta semana na RPT

Capaz de inativar a Covid-19, tecido também estará presente em outros produtos, como roupas para utilização no dia a dia

Por Rodrigo Alonso

19 jul 2020 às 08:07 • Última atualização 19 jul 2020 às 18:09

Máscaras com tecido anticoronavírus chegarão ao mercado nesta semana na RPT (Região do Polo Têxtil). A tecnologia também estará presente em outros produtos, até mesmo roupas para uso no dia a dia. Conforme o LIBERAL noticiou em 21 de junho, a empresa Star Colours, de Santa Bárbara d’Oeste, ajudou a desenvolver um tecido que inativa a Covid-19.

Durante os testes, o material, que possui micropartículas de prata na superfície, eliminou 99,9% do vírus após dois minutos de contato. O produto foi idealizado pela Nanox, empresa sediada em São Carlos.

Preço será de R$ 30 para um pacote com cinco unidades e há possibilidade de desconto para vendas em atacado – Foto: Marcelo Rocha / O Liberal

Indústrias como a Saltorelli, de Americana, e a Têxtil PBS, de Nova Odessa, compraram a tecnologia. Na semana retrasada, as duas empresas passaram a trabalhar com a aplicação da composição química de micropartículas de prata nos tecidos, que, após o procedimento, são adquiridos por empresas de confecção.

“O tecido mergulha no banho com os produtos, depois passa por uma prensa e depois é seco na rama, ou seja, em meio a um calor seco com temperaturas variadas”, explica o gerente administrativo da Saltorelli, Anderson Braz.

A Raio de Luz Confecção, de Americana, fez uma aquisição junto à Têxtil PBS e deve lançar máscaras de proteção com essa tecnologia nesta semana, possivelmente na quarta ou quinta-feira, de acordo com o proprietário João Augusto Dal Coleto.

Empresa têxtil Saltorelli está entre as que adquiriram a tecnologia – Foto: Marcelo Rocha / O Liberal

Segundo ele, a empresa disponibilizará o o item de proteção em sua loja e também vai vendê-lo para outros estabelecimentos comercias, o que inclui farmácias.

O preço será de R$ 30 para um pacote com cinco unidades. Há a possibilidade de desconto para vendas em atacado. A primeira remessa terá 5 mil máscaras, que manterão seu efeito antiviral mesmo após 30 lavagens.

“Elas já estão sendo produzidas”, informa João Augusto. Ele conta que, em um segundo momento, também vai lançar roupas comuns com essa tecnologia.

MOLÉCULA
Paulo Barakat Skaff, diretor da Têxtil PBS, conta ter sido procurado por empresas de confecção de todo o País. “Desde domingo [5 de julho], o meu celular não para, nem dos nossos representantes”.

Na última semana, a Têxtil PBS começou a trabalhar com outro produto, lançado pela multinacional Fratelli Ricci, empresa italiana com sede em Americana. Trata-se de uma molécula ecológica que também é aplicada em tecidos e tem 99,9% de efetividade contra o coronavírus.

“Sua ação virucida foi recentemente comprovada após testes no laboratório de microbiologia Hohenstein, da Alemanha, e na Unicamp (Universidade Estadual de Campinas)”, completa Eduardo Junger, diretor da Fratelli Ricci.

Podcast Além da Capa
Nem mesmo a regressão de Americana e região para a fase vermelha do Plano São Paulo é capaz de resolver o problema da lotação de ônibus do transporte público em horários de pico. A teoria de que menos gente estaria em circulação não se confirma na prática. Nesse episódio, o editor Bruno Moreira conversa com o repórter Leonardo Oliveira e apresenta reflexos regionais desse assunto.

Publicidade